Hirving Lozano se tornou uma das principais contratações do Napoli para a temporada. O atacante, que veio do PSV por € 38 milhões, era um dos principais destaques do clube de Eindhoven. Ele mostrou empolgação ao chegar ao Napoli e disse que vê Hugo Sánchez, um dos maiores goleadores da história do México, seu país, como uma inspiração. Aos 24 anos, dá o salto para um liga de maior visibilidade e onde deverá ter ainda mais testado.

“Eu ainda não vi muito da cidade, mas até agora eu amei. Nápoles é uma cidade linda e eu tenho certeza que o amor que os torcedores irão mostrar significa que eu vou gostar daqui”, declarou o jogador, que comentou sobre ser o primeiro mexicano a vestir a camisa do clube. “O Napoli é um grande clube com grande história. Muitos grandes jogadores jogaram aqui no passado e é uma grande fonte de motivação para mim. Eu estou honrado e orgulhoso em ser o primeiro mexicano a jogar aqui, me estimula a dar tudo que tenho”.

“Eu estou muito feliz por estar aqui e ter sido a primeira escolha de [Carlo] Ancelotti”, afirmou Lozano, em sua apresentação. “É a minha grande chance e eu vim com grande desejo para fazer a minha parte. As negociações foram longas, mas assim que eles mostraram interesse, o Napoli foi a minha primeira opção. Felizmente, tudo acabou do melhor jeito possível”.

“Eu assisti muitos jogos da Serie A. Sempre foi uma liga cheia de campeões e eles passaram por aqui também”, disse o mexicano. “Nós temos um excelente time. Eu acompanhava o Napoli antes, agora eu espero ajudá-los a melhorar e fazer bem as coisas”.

“Eu encontrei um bom time que está trabalhando para melhorar todos os dias. Este clube tem um passado glorioso e eu estou aqui para fazer o meu melhor e eu posso fazer história”, afirmou um ambicioso Lozano. “Eu tenho muito o que aprender e esta experiência me fará crescer. Eu falei com Ancelotti sobre coisas particulares, coisas de família. Eu tive uma conversa muito pacífica com ele”.

“O futebol italiano é diferente do holandês. Eu acho que é melhor, mais rápido e mais duro. Eu terei que entender as instruções de Ancelotti a cada sessão de treinos, mas é para isso que eu estou aqui”, disse o jogador, que recebeu a camisa 11 no novo clube.

Lozano foi perguntado sobre Hugo Sánchez, atacante histórico, também mexicano, que é um dos mais bem-sucedidos jogadores do país a atuar na Europa. O atacante jogou por Atlético de Madrid e Real Madrid na Espanha, marcando época nos anos 1980 e início dos anos 1990. Foi artilheiro do Campeonato Espanhol cinco vezes nas temporadas 1984/85, 1985/86, 1986/87, 1987/88 e 1989/90. Neste último, foi também Chuteira de Ouro na Europa.

“Hugo é definitivamente um ídolo meu. Ele foi um jogador extraordinário e um modelo de comportamento para tantos mexicanos. Dito isso, eu estou focando apenas em mim. Eu quero dar 100% pelo Napoli desde o começo”, afirmou Lozano. “Nós sabemos o quanto a Juventus é forte, mas nós temos que jogar para ganhar. Vamos ver como conseguirmos jogo a jogo”, disse ainda o jogador.

“Nós temos um grande time, mas nós temos que suar a cada vez que nós formos para o campo. Eu colocarei a minha velocidade e técnica à disposição do time”, afirmou Lozano. “Eu irei respeitas as decisões do técnico com relação à minha posição no campo. Eu gosto de jogar em qualquer lugar do ataque e eu mostrei isso na Holanda”.

“Eu sempre fui passo a passo, na minha vida e na minha carreira. Eu irei permanecer assim em Nápoles. É ótimo poder estar aqui e compartilhar essa experiência com a minha família”, disse ainda o jogador. “Ser o jogador mais caro da história do Napoli é um estímulo para mim. Eu estou feliz que o clube tenha investido esse valor em mim”.

“Tudo foi muito direto com o presidente. Ele me falou sobre o time e o técnico. Tudo isso me convenceu. Ancelotti me assistiu na Copa do Mundo da Rússia. Eu acho que eu o convenci com meu desempenho e eu estou feliz de ter feito isso”, afirmou ainda o atacante mexicano, autor do gol da vitória do seu país sobre a Alemanha, durante a Copa do Mundo.

O desempenho de Lozano ano a ano pelo PSV é de chamar a atenção. Contratado pelo PSV em julho de 2017 por € 12,5 milhões, fez 34 jogos, 19 gols e 11 assistências em sua primeira temporada, 2017/18, sendo muito importante na conquista do título do Campeonato Holandês. Na temporada seguinte, 40 jogos, 21 gols e 12 assistências. A expectativa é que ele consiga manter o bom desempenho no Napoli, em uma nova liga, com mais visibilidade e em um time que sonha com o título.