Logo após a apresentação de Christian Vieri nesta quarta, Michel Pastor, presidente do Monaco, comentou sobre a situação de Emmanuel Adebayor. O togolês faltou seguidas vezes aos treinos da equipe entre os dias 1º e 5 deste mês.

“Adebayor não treina com o grupo profissional até segunda ordem. Ele é o ‘homem-invisível’. Eu o encontrei na última segunda e lhe disse que um profissional não deve agir assim. Isto vai acontecer depois do retorno dele da Copa Africana de Nações”, revelou o dirigente. Por cada dia de atraso, o atacante foi multado em 1/30 do seu salário.

Até mesmo uma transferência não está descartada. “Trabalhamos com esta hipótese. Se houver propostas, porque não? Mas hoje ainda não posso dizer nada”, afirmou Pastor.