Karim Benzema não deveria ter muitas esperanças de disputar a Copa do Mundo de 2018, apesar de ter recentemente recebido da Justiça francesa uma decisão favorável sobre o seu envolvimento na chantagem ao colega Valbuena, porque o presidente da Federação Francesa, Noel Le Graet, reiterou que seria difícil convocá-lo novamente.

LEIA MAIS: Zidane: “Benzema é o primeiro que quer dar mais e que sabe que pode dar mais”

O atacante do Real Madrid não defende a seleção francesa desde outubro de 2015, acusado de ter ajudado a chantagear Valbuena. Em julho, a mais alta corte da França determinou que seu caso fosse reaberto nas instâncias inferiores, que devem, segundo seu advogado, arquivar o inquérito.

“Alguém teria que ser cego ou surdo para não entender que seria difícil convocá-lo. Isso para mim parece indiscutível”, disse Le Graet, à RMC. “Também tem que ser dito que temos vários jogadores talentosos no ataque. O problema talvez seja menor do que alguns anos atrás”.

Em novembro, Benzema afirmou que “enquanto o técnico Didier Deschamps estiver no cargo”, ele não será chamado. “Deschamps colocou-o para jogar por muito tempo, em um período em que ele não foi brilhante com a seleção francesa”, lembrou Le Graet.

Benzema tem apenas cinco gols em 16 partidas nesta temporada, mas foi muito bem na anterior, com 19 tentos. Lacazette, Giroud e Gameiro têm sido chamados para o papel de centroavante da França.