Com a saída de Gianluigi Buffon, Wojiciech Szczesny deve ganhar uma oportunidade como goleiro titular da Juventus. Segurou a barra quando foi necessário, depois de bons anos pela Roma. Mas o fim do ciclo da lenda italiana também significa que o elenco ficou com um goleiro a menos, alguém para disputar a posição com o polonês e quem sabe também ter uma longa carreira em Turim. O primeiro candidato é Mattia Perin.

LEIA MAIS: Na Juventus em que foi tão grande, o maior momento de Buffon foi quando aceitou ser menor, na Serie B

A Juventus anunciou, nesta sexta-feira, a contratação do goleiro de 25 anos que estava no Genoa. Pelos valores do mercado de hoje em dia, foi praticamente de graça. Segundo comunicado da Velha Senhora, custou € 12 milhões, espalhados ao longo de três anos financeiros, mais € 3 milhões em bônus de desempenho. Pelo potencial de Perin, uma pechincha. 

O goleiro chegou ao Genoa em 2008 e subiu as categorias de base até chegar ao time principal. Antes de estrear, passou uma temporada emprestado ao Padova, da segunda divisão, e outra no Pescara. Assumiu os postes do clube genovês em 2013 e não largou mais. Ao longo de cinco anos, disputou 151 partidas por todas as competições e não foi vazado em 45 delas. Na atual campanha, foi capitão em quase todas as partidas.

A Juventus deu números interessantes sobre Perin. Sua porcentagem de chutes defendidos nos últimos cinco anos foi de 73%, empatado em segundo lugar na Serie A com Gianluigi Donnarumma, considerado o melhor goleiro jovem do país. O líder foi Buffon, com 78%. Perin manteve a meta intacta 12 vezes, o segundo nessa estatística entre goleiros italianos, atrás de Marco Sportiello, da Fiorentina. 

Perin foi convocado à seleção italiana pela primeira vez em 2012, mas não saiu do banco de reservas em amistoso contra a Inglaterra. Sua estreia foi contra Albânia, dois anos depois, entrando no lugar de Sirigu. Sempre uma opção quando se junta ao time nacional, graças à concorrência de Buffon e Donnarumma, o goleiro atuou 90 minutos pela primeira vez no último amistoso da Itália, contra a Holanda, esta semana. 

Seria colocar muito peso nas costas de Perin considerá-lo o sucessor de Buffon. E nem dá para saber se, no futuro, a Juventus não contratará um goleiro mais próximo do produto final. Mas, em princípio, faz uma interessante e válida aposta no jovem de 25 anos. Porque potencial ele tem.