Premier League investiga excesso de mudanças no Blackpool

O Blackpool pode encarar problemas nos próximos dias. A Premier League anunciou que investigará o clube, pelo fato do técnico Ian Holloway ter feito dez mudanças para o time que perdeu para o Aston Villa, na última quarta, em relação à escalação que empatara com o Everton, no último sábado.

A mudança excessiva de jogadores entre um duelo e outro é proibida pelo regulamento da liga, que obriga as equipes a escalar o time mais forte possível. Já na última temporada, o Wolverhampton foi punido com multa de € 29,4 mil, após o técnico Mick McCarthy ter mudado dez jogadores para um jogo contra o Manchester United.

Ian Holloway, por sua vez, disse que fez as mudanças por causa da agenda apertada da equipe. O técnico dos Tangerinas ainda ameaçou se demitir, caso a liga multe o clube: “Eu empacotaria as minhas coisas [se a multa viesse]. Não posso trabalhar para esta loucura. Eu me demitiria. Eles não sabem do que estão falando.”

O israelense Avram Grant, técnico do West Ham, adversário do Blackpool na próxima rodada, no sábado, disse que não teve problemas com o fato da escalação do oponente estar alterada: “Eles fizeram o que tinham de fazer para aquele jogo. E também têm um elenco maior do que o nosso, e sem lesões, então, podiam fazer isso.”