O futebol internacional será intenso neste final de semana. Vários campeões nacionais devem se consagrar nos próximos dias, incluindo Barcelona, Juventus, Ajax, Galatasaray e Shakhtar. E o Paris Saint-Germain só não pode festejar por questão de detalhe. No entanto, as emoções não param por aí. O Barça, por exemplo, só coloca a faixa se o Atlético de Madrid interromper o longo tabu contra o Real Madrid no dérbi. Na Inglaterra, a taça já está nas mãos do Manchester United, que tem a chance de atrapalhar o Arsenal na busca pela vaga na Liga dos Campeões. Já Lyon x Saint-Étienne e Real Sociedad x Valencia prometem bons jogos na briga pela competição continental. Isso tudo sem contar os possíveis acessos nas principais ligas da Europa e títulos em outros países menores. Para não deixar de acompanhar nenhum um minuto.

– PROGRAMAÇÃO DE TV: Confira todos os jogos transmitidos no final de semana

O jogão

Atlético de Madrid x Real Madrid
Sábado, 15h00

FalCR

É apenas uma prévia da decisão da Copa do Rei, mas o próximo dérbi madrilenho pode definir o destino de uma taça ao apito seu final. Mesmo sem ser entregue a nenhum dos times em campo. Uma derrota do Real Madrid no Vicente Calderón, combinada com uma vitória do Barcelona contra o Athletic Bilbao, garantirá a conquista de La Liga aos catalães com cinco rodadas de antecedência. Convenhamos, uma desgraça que não poderia ser maior aos merengues: perder para um rival e ver outro ser campeão. Tudo isso em uma semana na qual a goleada sofrida para o Borussia Dortmund fez a torcida pedir “menos millones y más cojones”. José Mourinho não deixará os blancos afrouxarem contra os colchoneros.

Já para o Atleti, se dar bem no clássico tem vários significados. O principal é quebrar o incômodo jejum que dura 13 anos. São 24 dérbis seguidos sem vitória, 18 deles com festa do Real. O último triunfo veio em outubro de 1999, quando Hasselbaink e José Mari marcaram os tentos nos 3 a 1 anotados no Bernabéu – Redondo descontou. Faz tempo. E uma vitória no sábado deixaria os dois clubes emparelhados na tabela, abrindo o caminho para os albirrojos terminarem a liga à frente dos arqui-inimigos pela primeira vez desde 1995/96. Se Mourinho já disse que tanto faz para o Real Madrid a segunda ou a terceira colocação, para o Atlético não seria nada mal ter a impressão de que, pelo menos nesse ano, ficaram acima dos vizinhos milionários.

Fique de olho também

Athletic Bilbao x Barcelona
Sábado, 13h00

Depois da melancólica derrota para o Bayern de Munique na Liga dos Campeões, o Barcelona tem a chance de animar sua torcida contra o Athletic Bilbao. A possível conquista de La Liga neste sábado, obviamente, é o principal motivador para os blaugranes. Além disso, foi justamente contra os bascos que o time de Tito Vilanova fez sua partida mais consistente no campeonato nacional. A vitória por 5 a 1 no Camp Nou foi incontestável. Uma ocasião que pode ajudar os catalães a reencontrarem a melhor forma, especialmente depois da falta de objetividade vista na Allianz Arena. Mesmo possivelmente sem Messi, que desequilibrou naquela ocasião, e outros titulares, o reencontro em San Mamés é uma ótima chance para refazer o moral do Barça antes de tentar a virada milagrosa contra o Bayern.

Arsenal x Manchester United
Domingo, 12h00

van-persie-celebration-arsenal-manchester-united

A Premier League já é do Manchester United. O que não significa que os Red Devils estarão desmotivados para o jogo contra o Arsenal. Sir Alex Ferguson e alguns de seus comandados afirmaram nos últimos dias o desejo de bater o recorde de pontos na competição, do qual estão a três vitórias de distância. E os Gunners, para azar, estão no caminho dos campeões. Um rival ferrenho na virada do século, mas que perdeu forças nos últimos anos e que poderia se afundar ainda mais se não avançar à próxima Liga dos Campeões. Para aumentar os requintes de crueldade, a torcida londrina terá seu primeiro reencontro com Robin van Persie, em alta depois do hat-trick fabuloso anotado contra o Aston Villa.

Torino x Juventus
Domingo, 10h00

As atuações da Juventus não têm sido tão consistentes nesta temporada como foram na passada. Pouco importa. Seus adversários na competição caíram ainda mais de produção e a Vecchia Signora pode garantir o título com uma antecedência maior, nesta rodada. Para tanto, depende de uma derrota ou de um empate do Napoli contra o Pescara, além de uma vitória no dérbi contra o Torino, que luta contra o rebaixamento. No primeiro turno, Claudio Marchisio destroçou os rivais, com dois gols e uma assistência na vitória por 3 a 0. Agora, o reencontro acontece no Estádio Olímpico de Turim, onde a Juve faturou a Serie B em 2006/07 e a maioria de seus Scudetti – 28 oficialmente e 30 nas próprias contas.

Vale uma zapeada

Real Sociedad x Valencia
Domingo, 16h00

Pela fase dos dois clubes e pela briga por posições na tabela, a expectativa é por um jogo sensacional no Estádio Anoeta. A Real Sociedad vem de uma arrancada incrível e, somando 14 partidas de invencibilidade, alcançou a zona de classificação à Liga dos Campeões. Dois pontos atrás, o Valencia vai superando as crises internas e não perde há cinco jogos, incluindo a retumbante goleada por 5 a 1 sobre o Málaga no último final de semana. E os Ches dependem bastante da vaga na principal competição continental, considerando sua delicada situação financeira. Terão que barrar o embalo dos Txuri-Urdin, que não vão à LC desde 2003/04.

O reencontro

Evian x Paris Saint-Germain
Domingo, 16h00

Ibrahimovic-PSG-Evian-Kenzo-TribouillardAFP_LANIMA20121208_0065_26
O Evian está entalado na garganta do Paris Saint-Germain desde a semana passada. O modesto time do interior foi capaz de eliminar o gigante da capital na Copa da França, nos pênaltis, impedindo uma possível dobradinha do time de Carlo Ancelotti. O jogo deste domingo não é de vida ou morte para os adversários, mas pode deixar o PSG com nove dedos na taça da Ligue 1. Se vencerem e o Olympique de Marseille perder para o Lorient no sábado, os parisienses só não comemoram o título por mera formalidade – mais precisamente, pelo saldo de gols, única chance de virada ao OM, que teria 12 pontos a menos em 12 a serem disputados.

O clássico

Tigres x Monterrey
Sábado, 21h00

A maior rivalidade do norte do México tem um confronto marcante no próximo domingo. Talvez um dos mais importantes dos 39 anos de história do Clássico Regiomontano. Não pelo valor do jogo em si, mas pela representatividade. O Tigres lidera o Clausura, enquanto o Monterrey pode se sagrar tricampeão da Concachampions na próxima quarta, quando recebe o Santos Laguna na volta da final. Apesar da decisão, é difícil imaginar que os Rayados se poupem para o dérbi. Ainda mais porque a vantagem histórica atualmente é dos felinos, com uma vitória a mais – 34 a 33, em 96 encontros.

O cara

Mario Gómez
Bayern Munique x Freiburg
Sábado, 10h30

991525-16137210-640-360

O título antecipado no Campeonato Alemão não tirou a fome de gols do Bayern Munique. Os bávaros balançaram as redes dez vezes em dois jogos com a faixa no peito – isso sem contar os outros dez gols anotados contra Barcelona e Wolfsburg, pelas copas. E, apesar da boa temporada do Freiburg, que disputa vaga nas competições europeias, a probabilidade de mais um sapeco é grande. Diante da possível volta de Mario Mandzukic para a LC, há boas chances de que Mario Gómez mais uma vez sirva de referência no ataque. Se tiver essa incumbência, o autor de quatro gols nos últimos quatro jogos não deve decepcionar.

O brasileiro

Brandão
Lyon x St. Étienne
Domingo, 9h00

Brandão fez o Saint-Étienne reviver seus melhores momentos no último domingo. Marcou o gol do título da Copa da Liga Francesa, encerrando jejum dos Verts de 32 anos sem títulos relevantes. O próximo passo para o clube voltar a ser grande é a classificação à Liga dos Campeões. E ela pode ser encaminhada justamente no clássico contra o Lyon. O Dérbi do Rhône-Alpes vale bem mais que o moral, mas também a terceira colocação na Ligue 1. Os Gones estão dois pontos à frente, o que não garante a tranquilidade, já que o Saint-Étienne acumula 14 partidas de invencibilidade na competição. Autor de 10 gols em 22 jogos na liga, Brandão não esteve em campo na derrota no primeiro turno. Espera fazer a diferença agora.

Passe longe

Hekari United x Solomon Warriors
Sábado, 2h00

A Liga dos Campeões da Oceania já vai entrar em suas etapas decisivas e você não deve ter nem ficado sabendo que o campeonato começou. A sexta rodada da fase de grupos acontece neste final de semana. E conta com um jogo muitíssimo perdível. Hekari United e Solomon Warriors já estão eliminados e decidem quem será o lanterna do Grupo A. Se for para acompanhar algum jogo do torneio, que seja no domingo, quando o polinésio Dragon pode eliminar o Auckland City, tetracampeão continental e cativo no Mundial de Clubes.

Faixa bônus

Os possíveis jogos do título na Ucrânia, na Turquia e na Holanda
NAC Breda x Ajax (Sábado, 15h45); Galatasaray x Gaziantepspor (Domingo, 14h00); e Shakhtar Donetsk x Metalist Kharkiv (Domingo, 11h00)

Shakhtar_77

Além de Barcelona e Juventus, outros clubes europeus poderão soltar o grito de campeão nesta rodada. Quem está mais próximo da taça é o Shakhtar Donetsk, que já poderia ter festejado no último final de semana. Os kroty têm confronto direto com o Metalist Kharkiv, dentro da Donbass Arena, onde não perdem pela liga desde outubro de 2011. Um empate basta ao time de Mircea Lucescu para garantir o tetracampeonato ucraniano.

Na Turquia, o Galatasaray não depende só de si, mas também deve levantar a taça em breve. Para celebrar o bicampeonato na Süper Lig, os Aslanlar precisam vencer o Gaziantepspor fora de casa e torcer pela derrota do Fenerbahçe contra o Kayserispor. Para facilitar sua vida, o clube conta com Didier Drogba e Burak Yilmaz afiados no ataque, enquanto dependem que o artilheiro Bobô destroce o Fener em Istambul.

Por fim, o Ajax só será tricampeão holandês com a benevolência de seus dois maiores rivais. Os Godenzonen estão quatro pontos acima de PSV e Feyenoord e, além de vencer, torcem para que a dupla ao menos empate seus compromissos.  Invicto há 11 rodadas no torneio, o clube de Amsterdã visita o NAC Breda no sábado, mesmo dia em que o PSV encara o Groningen. Contudo, o título só poderá ser selado no domingo, quando o Feyenoord pega o Heracles.

E, caso você goste de um futebol um pouco mais alternativo, ainda existem outras oportunidades de campeões surgirem: Apoel, no Chipre; Dinamo Zagreb, na Croácia; Kobenhavn, na Dinamarca; e Skënderbeu Korcë, na Albânia. Sem contar os possíveis acessos de Eintracht Braunschweig (Alemanha), Monaco (França), Hull City (Inglaterra) e Sassuolo (Itália). Comemorações para não haver mais fim.