Portugal

Vitória de Guimarães deu chance a um jovem goleiro e ganhou um torcedor em campo

O elenco do Vitória de Guimarães preparava-se para ir ao aquecimento antes do jogo contra o Boavista, na casa do adversário, em 28 de novembro, pela 11ª rodada do Campeonato Português, quando uma notícia surpresa chegou ao vestiário. O técnico Sérgio Conceição avisou que o goleiro titular seria Miguel Silva, um jovem de apenas 20 anos de idade, que nunca havia jogado pela equipe principal. Ele desbancava o brasileiro Douglas, até então dono absoluto da posição.

VEJA TAMBÉM: Julen Lopetegui, do Porto, é o Professor Pardal do futebol português

Miguel Silva subiu ao gramado do Bessa para o aquecimento com o natural frio na barriga de quem está prestes a realizar algo importante pela primeira vez na vida. Mas o nervosismo foi passando à medida que o trabalho com o preparador de goleiros era realizado próximo ao espaço onde se concentravam os torcedores vimaranenses, visitantes naquela oportunidade.

Enquanto se aquecia, o jovem goleiro passou a imaginar que era um dos torcedores na arquibancada, entoando cânticos de apoio ao time. O exercício de imaginação não foi difícil, afinal, assistir às partidas do Vitória de Guimarães gritando os coros da torcida é algo que ele já fez inúmeras vezes. Miguel Silva é um torcedor da equipe muito antes de ter chegado ao clube, na temporada 2013/14, para defender a equipe de juniores.

O que se viu, desde então, foi um torcedor em campo. O goleiro teve uma atuação segura e ajudou sua equipe a vencer por 2 a 1. Nos acréscimos, após fazer uma bela defesa e evitar o gol de empate do Boavista, foi flagrado pelas câmeras balbuciando o cântico que vinha da arquibancada ocupada pelos torcedores do Vitória de Guimarães.

Se naquele dia Miguel Silva apenas balbuciou, na última rodada antes da parada do campeonato para as festas de final de ano ele resolveu extravasar. O goleiro havia completado sua quarta partida como titular e, depois do difícil triunfo sobre o Estoril por 1 a 0, também fora de casa, deixou aflorar de vez o lado torcedor.

Ele foi até o espaço destinado à torcida visitante, emprestou um megafone de um torcedor e passou a comandar a festa, entoando o tradicional cântico vimaranense. O episódio, claro, levou quem estava na arquibancada ao delírio e fez com que o jovem ganhasse ainda mais moral com sua própria torcida.

Apesar das qualidades técnicas que vem apresentando e de ter se destacado nas categorias de base, é muito cedo para dizer que Miguel Silva se firmará como o titular da posição. Mas já se pode afirmar que o Vitória de Guimarães ganhou um torcedor em campo. E isso conta muito, para ele e para o clube, que pode estar iniciando o processo de criação de um novo ídolo.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo