Portugal

Primeiro turno do Português termina com Benfica líder, Braga surpreendente e Sporting em crise

A vitória do Braga por 2 a 0 sobre o Tondela na segunda-feira (16) fechou o primeiro turno do Campeonato Português de uma maneira que poucos poderiam prever antes do início da competição. A começar pelo próprio Braga, que encerra esta etapa em terceiro lugar, “roubando” uma posição entre os grandes.

LEIA MAIS: Crise na arbitragem expõe problemas do futebol português que vão além do apito

Time de melhor campanha como mandante – assim como o Porto –, os bracarenses somam 36 pontos, seis a menos que o líder Benfica. A melhoria em relação à temporada passada pode ser medida pelos números. Em 2015/16, o Braga finalizou a 17ª rodada com apenas 29 pontos, na quarta colocação.

Quem deixou a zona de classificação para a Liga dos Campeões e tornou-se o único grande a não figurar entre os três primeiros colocados foi o Sporting. Em constante ebulição e às vésperas de um processo eleitoral que promete ser dos mais conturbados, a equipe de Jorge Jesus é a quarta colocada, com 34 pontos.

Assim como o sucesso do Braga, o fracasso do Sporting também pode ser medido pelos números. Basta lembrar que, nesta mesma altura do campeonato passado, o time liderava a competição, na época com 44 pontos, ou seja, 10 a mais do que agora.

Aliás, em metade da temporada atual os leões já perderam mais pontos (17) do que em todo o campeonato passado (16). Dependente do atacante holandês Bas Dost – autor dos últimos seis gols – o time vai ruindo junto com a política do polêmico Bruno de Carvalho, que foi aos vestiários reclamar com os jogadores após o empate por 2 a 2 com o Desportivo Chaves. Para piorar o clima, a equipe foi eliminada da Taça de Portugal três dias depois, nesta terça (17), ao perder para o próprio Chaves por 1 a o – antes, havia caído na Taça da Liga e na Liga dos Campeões.

Se tudo vai mal para os sportinguistas, seu rival de Lisboa terminou o primeiro turno sorrindo à toa. Com Rui Vitória no comando e sem muito alarde, o Benfica fez grande campanha (13 vitórias, três empates e uma derrota) e fechou o turno inicial na ponta da tabela, com 42 pontos ganhos.

A rodada derradeira ainda foi histórica para a equipe encarnada, que pela primeira vez na história da Liga se viu perdendo um jogo por 3 a 0 em casa (para o Boavista) e mesmo assim conseguiu reagir e chegar ao empate por 3 a 3. Autor de um dos gols, Jonas chegou à marca de 54 tentos e tornou-se o brasileiro que mais vezes balançou as redes pelo clube.

Mas uma boa olhada na classificação do campeonato passado ao final do primeiro turno deve fazer o próprio Benfica se precaver. Isso porque, naquela época, ele tinha quatro pontos a menos que o Sporting e acabou ficando com o título. Agora, quem está quatro pontos atrás do líder é o Porto, que promete vir forte para o segundo turno.

Boa parte da força portista está em suas atuações no estádio do Dragão, onde não foi derrotado e tomou apenas três gols até agora. Para ser campeã, a equipe de Nuno Espírito Santo precisa melhorar também o rendimento fora de casa, mas o desempenho atual já serve para, pelo menos, botar pressão em quem está na ponta.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo