Portugal

Ecos da 1ª rodada: Sporting, enfim, reage; Benfica em crise

Fredy Montero é um colombiano de 26 anos de idade, que tem sua primeira chance no futebol europeu. Atacante, de 1,76m e 74 kg, iniciou a carreira no Deportivo Cali, em 2005. Rodou por vários times de seu país até chegar ao Seattle Sounders, dos Estados Unidos, em 2009. Ficou por lá até o ano passado, quando foi emprestado ao Millonarios, da Colômbia. E há pouco desembarcou no Sporting.

Ele foi o principal nome da rodada de abertura do Campeonato Português, ao marcar três gols na goleada do Sporting por 5 a 1 sobre o Arouca, que pela primeira vez em sua história jogava uma partida na primeira divisão. Escalado por Leonardo Jardim no comando do ataque, formando o trio ofensivo com Carrillo e Wilson Eduardo, o colombiano ganhou as manchetes por conta da boa atuação.

Apesar de o Arouca ser um adversário frágil, Montero mostrou qualidades que podem ser muito úteis aos leões. Os próprios gols são exemplo claro disso. Ele apresentou oportunismo no primeiro, bom cabeceio no segundo e categoria no terceiro – este, um golaço: Montero deu um chapéu no zagueiro Nuno Henrique usando a coxa e bateu de primeira.

Somada à boa participação do atacante, a atuação do Sporting enche o torcedor de esperança para uma temporada bem melhor do que a última, quando o clube passou por momentos que beiraram a humilhação. Não, os leões não brigarão pelo título – provavelmente, passarão bem longe disso, aliás. Mas retomar a dignidade é o primeiro passo de uma equipe que quer voltar a ser vencedora.

As mudanças para melhor, ao que parece, não aconteceram somente dentro de campo. As arquibancadas de Alvalade (que receberam 29.629 torcedores) viram algo raro: as torcidas organizadas se uniram para cantar juntas as mesmas músicas de apoio ao time. O estádio transformou-se num caldeirão e, mesmo quando o Arouca abriu o placar, seguiu empurrando o time, que chegou à virada e à goleada.

Até uma nova música foi apresentada pela torcida, que deu letra portuguesa e adaptou a canção popular irlandesa Fields or Athenry: “Tu vais vencer / podes crer / porque a tua força é brutal / mais de um século de história para contar / Sporting tu nunca vais acabar”. Uma clara demonstração de que é nos momentos de crise que a identificação entre torcida e clube mais aparece.

O Sporting não liderava o Campeonato Português após a primeira rodada desde a temporada 2007/08. Nos últimos 11 anos, esta é apenas a quinta vez em que os leões estão na ponta da classificação. A história recente mostra que muita coisa precisa melhorar. Mas, a julgar pelo que aconteceu na estreia – a goleada, a apresentação de um possível novo artilheiro, a atmosfera positiva –, parece que o clube trilha o caminho certo.

Crise precoce

Perder para o Marítimo, ainda que fora de casa, não é normal para o Benfica. Mas a crise deflagrada no clube após o revés (2 a 1) sofrido na estreia na Primeira Liga parece um pouco fora de tom, embora dê a medida de quanto as coisas vão mal na Luz já há bastante tempo.

Sintoma claro disso foi a presença do presidente Luís Filipe Vieira no vestiário, após a partida – algo que é pouco habitual.

Vieira ainda reuniu-se com os três capitães (em Portugal, os times costumar ter um colegiado de capitães e divulgar publicamente seus os nomes, embora só um possa utilizar a braçadeira durante os jogos). Na conversa com Luisão, Maxi Pereira e Gaitán, cobrou mais empenho e dedicação. O presidente irritou-se com as notícias de que o grupo estaria rachado com o técnico, que já não teria mais a mesma influência de antes sobre os atletas.

E como já era previsto, a sombra que Oscar Cardozo faz sobre Jorge Jesus aumentou de tamanho após a derrota. Com a indefinição da situação do paraguaio (que deu um empurrão no treinador após a final da Taça de Portugal, no final da temporada passada), era claro que a pressão sobre o técnico aconteceria assim que o Benfica tropeçasse. O que ninguém imaginava, porém, era que isso aconteceria logo na primeira rodada.

Embora apenas uma rodada tenha sido disputada, a atual temporada já traz uma marca negativa para as águias. Há três anos, o time não ficava atrás dos seus principais rivais, Porto e Sporting, na tabela de classificação.

Jesus está em cima do muro. Não diz que Cardozo está afastado por causa do problema disciplinar, mas também não permite que ele treine com o restante do grupo. A alegação oficial é que o paraguaio precisa, antes, recuperar a forma física.

Para completar o cenário ruim, pouco mais de 300 torcedores confirmaram presença, via Facebook, numa manifestação contra Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira, marcada para as imediações do estádio da Luz antes do jogo contra o Gil Vicente, no domingo (25).

Curtas

– Segundo a imprensa portuguesa, a contratação do goleiro brasileiro Júlio César pelo Benfica está bem próxima de acontecer.

– A rodada de abertura do Campeonato Português foi histórica pelo primeiro jogo do tradicional Belenenses na divisão de elite após três temporadas. Mas a derrota em casa para o Rio Ave, ainda mais pelo placar de 3 a 0, não estava nos planos. O resultado fez o presidente do clube, Rui Pedro Soares, falar grosso. “Em semana em que perdermos, não quero ver os dentes a ninguém”, disse, deixando claro que as brincadeiras e os sorrisos devem ficar para os momentos de vitória.

– O Sporting abriu a temporada de caça aos baladeiros. Quem for flagrado pelas ruas depois das 2 horas da madrugada poderá ser multado em valores que chegam a quase metade do salário. Fokobo, Stojanovic e Pranjic estão entre os principais alvos.

– Parece que vai longe a briga entre Sporting e Elias. O jogador brasileiro decidiu acionar a Fifa para reclamar de salários atrasados – seriam € 800 mil de dívida, equivalente a oito meses de vencimentos, segundo ele. Desde que o caso se tornou público, o clube vem negando sistematicamente que deva algo ao atleta.

– Seis dos 26 gols marcados na rodada inaugural da Primeira Liga foram feitos por jogadores colombianos. Além dos três de Fredy Montero pelo Sporting, Jackson Martínez e Quintero marcaram, uma vez cada, na vitória do Porto por 3 a 1 sobre o Vitória de Setúbal e Pardo fez um golaço no triunfo do Braga (2 a 0) diante do Paços de Ferreira.

– O próprio Jackson Martínez segue negociando a renovação de seu contrato com os dragões. A tendência é que ele assine por mais duas temporadas, receba € 2 milhões por ano e tenha multa rescisória estipulada em € 60 milhões.

– O Olhanense confirmou que sofreu um pedido de insolvência por causa de dívidas, principalmente, com ex-treinadores. Embora a situação seja preocupante, o presidente do clube, Isidoro Sousa, disse que os torcedores devem ficar tranquilos porque as pendências “serão resolvidas”.

– Após três rodadas da Segunda Liga, os destaques são Moreirense, Penafiel e Porto B, todos com 100% de aproveitamento.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo