A Premier League anunciou seu primeiro jogo adiado por causa do coronavírus. O Manchester City deveria enfrentar o Arsenal nesta quarta-feira, em duelo remarcado por causa da final da Copa da Liga Inglesa. No entanto, por precaução, a organização do campeonato preferiu suspender a partida. O elenco dos Gunners esteve em contato recente com o dono do Olympiacos, Evangelos Marinakis, diagnosticado nesta terça-feira com o Covid-19. Assim, os jogadores londrinos acabaram colocados em quarentena.

O contato do Arsenal com Marinakis aconteceu há duas semanas, durante partida válida pela Liga Europa. Os Gunners perderam o jogo por 2 a 1 e terminaram eliminados da competição continental. “Estamos recebendo o aconselhamento médico e rastreando qualquer pessoa que teve contato com Marinakis durante o jogo há 13 dias. Identificamos um número de jogadores que se encontraram com o dono do Olympiacos”, declarou o Arsenal, em nota oficial. Funcionários e convidados do camarote do clube também recebem os mesmos cuidados.

Os jogadores do Arsenal precisarão aguardar o fim das duas semanas de contato, período máximo de incubação do vírus: “O risco de desenvolverem o Covid-19 é extremamente baixo. Entretanto, estamos seguindo as diretrizes do governo, que recomendam que qualquer pessoa que entre em contato próximo com alguém com o vírus se isole em casa por 14 dias. Como resultado, os jogadores estão indisponíveis para a partida contra o Manchester City e a Premier League decidiu que o duelo deve ser adiado”. O elenco deverá retomar os treinos na próxima sexta, em preparação ao confronto com o Brighton no final de semana.

Já o Manchester City reafirmou a posição tomada pela Premier League: “A decisão de adiar o jogo foi tomada como medida de precaução mediante orientação médica, depois que emergiu a informação de que o pessoal do Arsenal entrou em contato com o dono do Olympiacos, Evangelos Marinakis. O Manchester City deseja uma rápida recuperação a Marinakis e mais informações serão divulgadas nos próximos dias sobre datas remarcadas”.

Por causa do diagnóstico de Marinakis, jogadores e funcionários do Olympiacos também foram submetidos a exames durante as últimas horas, para determinar se alguém mais recebeu o contagio. O time volta a campo nesta quinta-feira, enfrentando o Wolverhampton pelas oitavas de final da Liga Europa. Apesar da solicitação do clube inglês para adiar o jogo, a Uefa não aceitou o pedido – demonstrando um nível de preocupação diferente do que se nota na Premier League. O embate será realizado com portões fechados, ante a determinação das autoridades sanitárias da Grécia – onde também cresce o número de casos da doença.