Por que a demissão de Mazzarri e a contratação de Mancini são positivas para a Inter

Mazzarri não conseguiu fazer o mínimo necessário na Inter, que traz alguém com história de sucesso no clube

Walter Mazzarri foi demitido nesta sexta-feira pela Internazionale, algo que não pode ser considerado surpreendente. O desempenho do time é péssimo em campo. Mais do que os resultados, não havia qualquer sinal de melhora no time. Dos 49 jogos que comandou a Inter, Mazzarri venceu só 19, empatou outros 19 e perdeu 11. Um aproveitamento de 51,7% dos pontos. Desempenho muito longe do que se espera no clube. Roberto Mancini, com todos os defeitos pelos quais é acusado, teve um desempenho melhor na Inter, conquistou títulos e na Inglaterra também conseguiu títulos importantes montando um Manchester City forte.

EDUCAÇÃO: Para Cruyff, mau comportamento de Balotelli é culpa dos clubes
CRAQUE: 40 anos de Del Piero, um maestro que honrou a camisa 10 como poucos
CAMPEÃO: Marcello Lippi se despede do futebol deixando títulos e uma marca no futebol italiano

A saída do ex-presidente Massimo Moratti já teve com divergências em relação à demissão de Mazzarri – ele queria demitir o técnico, enquanto o atual presidente, Erick Thohir, pretendia mantê-lo. A decisão não durou muito. Com o time em nono lugar no Campeonato Italiano, com 16 pontos em 11 jogos e um futebol muito ruim, a pressão pela saída do técnico era grande também vindo da torcida. A Juventus, líder, tem 28 pontos, seguida por Roma, 25, e Napoli, 21. São dez pontos de diferença para a última posição que dá uma vaga na Champions League, objetivo do time, até pela situação financeira complicada.

“Eu lamento por Mazzarri, ele certamente deu tudo de si para dar certo. Eu estou feliz pelo Mancini agora. Ele é um técnico com quem eu fui campeão pela primeira vez [da Serie A], ele é muito bom e um trabalhador e desta vez esse é um aspecto necessário. O que ele tem que fazer? Eu não sei, isso cabe a ele. Se eu fiz uma recomendação a Thohir? Thohir tinha em mente fazer isso ele mesmo. Inevitável? Nós temos que perguntar a ele isso, mais do que a mim, mas eu acho que chegou a esse ponto”, analisou Moratti.

A situação ficou insustentável também porque Mazzarri foi teimoso. Trouxe do Napoli a ideia de jogar com três zagueiros, uma ideia que deu muito certo no clube do sul, com um time essencialmente ofensivo, e que também funcionava muito bem no principal time italiano, a Juventus. O técnico nunca conseguiu fazer o time render com esse esquema e, por vezes, usou zagueiros lentos demais para ter uma saída de bola qualificada. Com a defesa da Inter bastante abaixo das expectativas e sem um ataque eficiente, o time ficou só no meio da tabela em 2013/14 e decepcionou os torcedores. Nesta temporada, o desempenho não melhorou. Em 11 jogos da Serie A, quatro vitórias, quatro empates e três derrotas, além de muitos problemas defensivos.

Comparação entre os Roberto Mancini e Walter Mazzarri no comando da Inter, com dados do Who Scored
Comparação entre os Roberto Mancini e Walter Mazzarri no comando da Inter, com dados do Who Scored

Longe da disputa por uma vaga na próxima Champions League, o clube resolveu apostar em um técnico que trouxe títulos à equipe, em um momento que ganhar o Campeonato Italiano era crucial. Na Inter, Mancini dirigiu o time 152 vezes, com 96 vitórias, 42 empates e 14 derrotas. Com o clube, venceu a Serie A três vezes (2005/06, 2006/07 e 2007/08) e duas Copas da Itália (2004/05, 2005/06). Deixou o clube depois do desempenho do time não agradar nas competições europeias e por ser considerado pragmático demais em alguns momentos, mesmo tendo um time tecnicamente muito forte em relação aos rivais locais e europeus. Uma acusação parecida com a que o técnico sofria no Manchester City.

Problemas com o Fair Play Financeiro? O salário de Mancini é especulado ser em torno de € 4,5 milhões por ano, sendo que no primeiro ano ele receberá € 3,5 milhões. Isso coloca novamente o clube em uma posição complicada em relação ao Fair Play Financeiro da Uefa e terá que se explicar. A Inter, assim como outros clubes europeus como o Liverpool, estão sob investigação da Uefa.

Vale lembrar que Mancini comandou a Inter em um momento que o time era um dos mais fortes da Itália e com força também na Europa. Conquistou os primeiros títulos italianos da era Massimo Moratti, é verdade, e isso foi fundamental para o clube. Mas a cobrança era porque Mancini não conseguia tirar o máximo de um grupo que era considerado de muito potencial. Foi substituído por Mourinho, que ganhou a tão sonhada Champions League. Desta vez, seu desafio será bem diferente, porque a Inter está longe de ser um dos melhores times da Itália, não tem grandes jogadores e está uma bagunça. Além disso, não terá muito dinheiro para contratar.

É provável que a Inter abandone o esquema com três jogadores na defesa, embora o técnico tenha usado essa tática no Galatasaray. Mancini normalmente prefere montar o time em um 4-3-1-2 ou 4-2-3-1. Em um time que tem tantos problemas defensivos, um pouco de pragmatismo será necessário para tirar o time do meio da tabela e ao menos brigar por uma vaga na Champions League. A torcida da Inter provavelmente vai esquecer nesse primeiro momento os protestos que faziam contra o futebol do time quando ele era o comandante. Vamos ver quanto tempo vai durar. Capacidade para montar um bom time Mancini tem. Resta saber se será possível fazer isso sem grandes contratações.