Fernando Prass, aos 37 anos, pode vestir a camisa da seleção brasileira pela primeira vez. Ironicamente, do time olímpico, formado majoritariamente por jogadores sub-23. O veterano goleiro do Palmeiras está na pré-lista de 35 convocados pelo técnico Rogério Micale para a Olimpíada do Rio de Janeiro e não é muito difícil entender por quê.

LEIA MAIS: Camisa 2 do Palmeiras para 2016 homenageia a paixão dos torcedores

Nem foi a sua maior atuação recente – contra o São Paulo, emendou quatro defesas na metade final do segundo tempo, por exemplo -, mas Prass executou duas defesaças na vitória do Palmeiras sobre o Santa Cruz, neste sábado, quando seu time vencia por 3 a 1, que acabou sendo o placar final. Um gol dos pernambucanos poderia complicar as coisas.

Na segunda defesa, é verdade, Prass levou um pouco de sorte, principalmente com a bola na trave, mas estava no lugar certo na hora certa. A primeira é incontestavelmente difícil.

Além de estar em forma como se ainda fosse menino, Prass também emprestaria sua experiência para os jovens convocados por Micale para a Olimpíada e pode ser uma boa opção de jogador acima dos 23 anos para o time que tenta conquistar a inédita medalha de ouro no torneio masculino de futebol.

Com uma boa atuação, principalmente no primeiro tempo, o Palmeiras abriu 2 a 0 contra o Santa Cruz. Sem um volante de origem, no máximo Jean revezando com Tchê Tchê, Cuca adiantou a sua linha defensiva até o meio-campo e amassou os pernambucanos durante os 45 minutos iniciais. Abriu o placar com Dudu e Jean, em duas jogadas ensaiadas: a primeira após cobrança de lateral de Moisés; e a segunda em cobrança de falta.

O Santa Cruz descontou com Grafite, em jogada de bola aérea, em mais um vacilo da defesa do Palmeiras. Foi o primeiro gol sofrido pelo time sob o comando de Cuca no Allianz Parque. No entanto, quando o jogo parecia complicar, Gabriel Jesus achou Dudu na segunda trave e manteve o 100% de aproveitamento do clube alviverde em casa neste Campeonato Brasileiro.