As sedes do Anderlecht e da federação belga de futebol receberam nesta quarta-feira, 24, a visita de investigadores da polícia que atuam em uma operação contra lavagem de dinheiro envolvendo agentes e transferências de atletas. E os envolvidos vão desde dirigentes até empresários de jogadores. 

O clube se pronunciou através de um porta-voz, afirmando que está cooperando totalmente com as investigações, enquanto a federação disse que a polícia coletou documentos relativos a transferências. Também foi realizada uma varredura no escritório de um agente de jogadores local. A imprensa inglesa acredita que uma das transferências sob investigação seja a do atacante sérvio Aleksandar Mitrovic, contratado pelo Newcastle, em 2015, por  € 18 milhões de euros.

Esta não é a primeira vez nos últimos tempos que o Anderlecht passa por situação similar. Em outubro do ano passado, o clube esteve envolvido em uma suspeita de manipulação de resultado, que também colocou sob investigação mais de uma dezena de clubes do campeonato belga. A promotoria do caso negou qualquer ligação entre as duas investigações.

No campeonato belga, o Anderlecht ainda não venceu nenhuma partida na fase final, disputando com o Gent uma vaga nos play-offs da Liga Europa. Uma não classificação deixaria o clube fora de campeonatos europeus pela primeira vez nos últimos 55 anos.