Mauricio Pochettino ainda é um cobiçado treinador de futebol, mas seus dois principais pretendentes, segundo a imprensa europeia, devem tomar outra direção. O Real Madrid já confirmou o retorno de Zinedine Zidane, e as chances de o Manchester United efetivar Ole Gunnar Solskjaer são altas.

LEIA MAIS: Um golaço de falta deu a virada heroica ao Southampton e ainda deixou o Tottenham sob riscos

O treinador do Tottenham, porém, não sente que “perdeu o trem para Madri”, com a contratação de Zidane, e afirma que está feliz no norte de Londres, apesar de estar a 15 pontos da liderança da Premier League, com um jogo a menos, e ter sido eliminado das duas copas inglesas. Por outro lado, chegou às quartas de final da Champions League, última chance de título na temporada.

“Eu não vejo as coisas em longo prazo. Estou feliz e ainda tenho contrato por quatro temporadas”, afirmou. Questionado se havia sido procurado pelo Real Madrid, antes da demissão de Santiago Solari, Pochettino respondeu: “Eles me ligaram? Você quer me colocar em apuros. Sempre há rumores, não apenas sobre mim, mas sobre outros jogadores e treinadores, mas 90% deles são falsos”.

Depois de muito atraso, o novo estádio do Tottenham está pronto para estrear em 3 de abril, contra o Crystal Palace. Receberá também o jogo de ida das quartas de final contra o Manchester City, uma semana depois. “O clube tem uma filosofia diferente agora e estamos motivados pela Champions League e pelo novo estádio. Estou feliz no Tottenham”, encerrou.