O Tottenham possui diversos protagonistas após a classificação épica contra o Manchester City na Champions League. E, por seu trabalho a longo prazo, não apenas em uma noite, Mauricio Pochettino merece todo o reconhecimento. O treinador já vem elevando notavelmente o patamar dos Spurs, mesmo lidando com um orçamento limitado em comparação às potências da Premier League e carecendo de contratações. Já nesta quarta-feira, apresentou o seu talento ao tirar o máximo de um time recheado de desfalques e ainda superar os imprevistos, garantindo a classificação. Após o feito, o argentino não escondeu sua empolgação e o seu orgulho pelo que alcançou com seus atletas.

“Ainda estamos sonhando, em uma bolha”, declarou Pochettino, depois da partida. “No começo da temporada, ninguém acreditava que o destino poderia nos recompensar. Esta incrível história que estamos escrevendo hoje será um grande exemplo para nós no futuro. Estamos cansados depois de uma noite incrível e louca. Voamos tarde para Londres e não dormimos muito. Mas a felicidade fez a gente se sentir forte e com energia. Precisamos nos esquecer da Champions agora e estarmos prontos para uma batalha no sábado”.

O treinador exaltou bastante a maneira como o Tottenham encarou a ocasião e soube superar as dificuldades: “Estou mais do que feliz, estou mais do que orgulhoso. Alcançar as semifinais é um sonho. Agora estamos lá. Meus jogadores são heróis. É inacreditável derrotar o Manchester City, depois de jogos tão competitivos. Marcar três gols em Manchester não é fácil. Um jogo como esse é como uma final, é difícil ver o Manchester City conceder três gols como hoje”.

“Mostramos que tudo é possível no futebol. O esporte sempre te dá a oportunidade de derrotar times que ninguém acredita ou que ninguém acha que você é capaz. O futebol não é apenas sobre talento, mas sobre acreditar e ter a mentalidade certa. Este time tem personalidade, caráter e mentalidade para crer que tudo é possível. Com a qualidade, podemos ter esse tipo de atuação e conquistar grandes coisas. Sem, é impossível. É por isso que amamos o futebol: tudo pode acontecer”, complementou.

E, assunto inescapável, Pochettino ainda expressou suas sensações quando Raheem Sterling balançou as redes aos 48 do segundo tempo e ia dando a classificação para o Manchester City. Embora tenha sido beneficiado com o resultado, o treinador apontou como o VAR é uma realidade inescapável no futebol.

“Comecei a pensar muitas coisas ruins quando o gol de Sterling saiu. Mas no momento em que ouvi alguém dizer que talvez houvesse impedimento e o VAR estava checando, eu voltei à vida de novo. Eu entendo a situação no banco do Manchester City, do topo do mundo à beira do abismo. Muitas coisas passam em sua cabeça e a decepção é enorme, mas mudaram a decisão. Hoje mostramos muita personalidade. Você precisa acreditar no VAR, mesmo se é contra ou a favor de seu time. A decisão de incluir o VAR está mudando o futebol”, pontuou.