Pirlo se esforça para salvar o Brescia, e Baggio também pode entrar nessa

Craque da Juventus se mobiliza para juntar dinheiro e evitar a falência do clube que o revelou, enquanto o camisa 10 poderia voltar como técnico

O Brescia teve a honra de contar com dois dos jogadores mais talentosos da história do futebol italiano em seu meio-campo. Em 2001, Andrea Pirlo e Roberto Baggio dividiram o mesmo campo e até protagonizaram algumas genialidades juntos. O camisa 10, na reta final de sua carreira. O volante, retornando ao clube de sua cidade natal, onde surgiu como jogador, pouco antes de estourar no Milan. Catorze anos depois, o Brescia não passa nem perto de contar com dois craques deste porte, há quatro temporadas longe da Serie A. E, lidando com uma grave crise financeira, pode ser salvo justamente por seus antigos maestros.

VÍDEO: No aniversário de Baggio, esqueça aquele pênalti e se lembre como ele era genial

Pirlo não prometeu fazer investimentos diretos, mas prometeu emprestar o seu nome para livrar o Brescia da falência. Não poupará esforços para retribuir a oportunidade que os alviazuis lhe deram no começo da carreira: “Eu tenho o futuro do Brescia no meu coração, porque tenho uma ligação emocional profunda com o clube. Porém, o meu envolvimento não irá além de convocar os empresários locais para fazer uma intervenção genuína e salvá-lo”, declarou. “Eu falei com pessoas importantes, pessoas que realmente importam nesta luta. Conversarei com ainda mais gente e não desistirei de salvar meu antigo time”.

Já o retorno de Roberto Baggio a Brescia se daria de outra forma, segundo a imprensa da cidade. O craque poderia ser o próximo técnico do clube, atualmente na 15ª colocação da Serie B. Formado como técnico desde 2012, o veterano trabalhou como diretor técnico da federação italiana, mas nunca comandou uma equipe profissional. Depois da Copa do Mundo de 2014, chegou a ser cotado como substituto de Cesare Prandelli, o que não aconteceu.

Em dezembro surgiu a notícia de que a família Corioni, à frente do Brescia há três décadas, estaria pronta para deixar o clube. Nos últimos dias, os dirigentes abriram as operações para recapitalização, abrindo investimentos aos próprios torcedores. Para controlar os débitos, o objetivo é arrecadar 15 milhões de euros, mas teria juntado apenas um sexto deste montante até o final da última semana. O tempo esta passando, e a esperança do clube centenário passa outra vez por seus grandes gênios.

E, só para não perder a deixa, olha só esse golaço com o toque dos dois craques contra a Juventus, em 2001. O lançamento genial de Pirlo e o domínio de Baggio já driblando Van der Sar: