Krzysztof Piatek mal chegou ao Milan e já se tornou uma sensação. Contratado no dia 23 de janeiro, o polonês faz uma temporada memorável. Em julho de 2018, chegou ao Genoa contratado por € 4,5 milhões. Em janeiro de 2019 foi para o Milan por € 35 milhões. Não por acaso. Foram 19 gols marcados no total pelo Genoa na primeira metade da temporada. A mudança para o Milan não mudou a boa fase: seis gols em cinco jogos. A boa fase rende elogios, que ele acha que são exagerados, mas as pretensões são altas. Ele quer que o Milan volte aos melhores dias graças a ele.

LEIA TAMBÉM: Lautaro Martínez: “Icardi é um jogador importante e apoiaremos para ele voltar a jogar”

“Eu espero que o Milan se torne enorme novamente graças a mim”, disse um ambicioso Piatek até Przeglad Sportowy. “Paquetá? Ele sabe onde eu quero a bola e ele tem grande habilidade técnica”, analisou o jogador. “Eu deixei a Polônia quando eu estava pronto fisicamente, mentalmente e tecnicamente. Eu poderia ter saído antes, mas eu preferi ficar um ano extra e eu absolutamente não me arrependo disso”.

Com o destaque que tem ganhado, Piatek já é projetado no ataque da seleção polonesa, que ainda tem outros nomes de grande peso, como Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, e Arkadiusz Milik, do Napoli. “Eu não tenho nenhum problema de trabalhar com eles, nós somos tipos diferentes de atacantes, mas estamos todos em boa fase”.

“Se eu tivesse todas as qualidades que os jornais dizem que eu tenho, então eu seria o melhor jogador da história, mas eu espero que eu seja verdadeiramente digno das comparações deles um dia”, disse o centroavante, com humildade. “Na minha opinião, algumas capas de jornais são exageradas. Eu só absorvo alguns elogios. Estou satisfeito com os gols que eu marquei, não com as capas de jornais”.

“Um bom grupo foi reunido no Milan. Eu sou mais próximo de quem eu como junto, nominalmente Çalhanoglu, Bakayoko, Paquetá, Kessié, Rodriguez e Borini. Nós construímos um time de verdade”, contou o camisa 19 do Milan.

A confiança do Milan está em alta e a dupla entre Lucas Paquetá e Piatek tem sido muito frutífera para os rossoneri. O brasileiro se tornou titular assim que chegou ao clube, em janeiro, e tem sido importante na retomada da boa fase.

A melhora no futebol e nos resultados deram novo respiro ao técnico Gennaro Gattuso, que vinha sendo justamente criticado pelo desempenho da equipe em campo. O Milan é atualmente o quarto colocado na tabela, com 42 pontos, quatro atrás da Internazionale, sua rival, que é a terceira. A Juventus é líder com 66 e o Napoli é o segundo com 53.