O Manchester City entrou na Liga dos Campeões 2012/13 pressionado. Depois do título na Premier League, os Citizens tinham como obrigação a vaga nas oitavas de final, evitando repetir o vexame da temporada passada. Entretanto, a pressão começa a se tornar desespero. O Ajax teve o domínio total da partida contra os ingleses e, merecidamente, alcançaram a virada por 3 a 1 na Amsterdã Arena. Os holandeses somam seus três primeiros pontos na LC, na terceira posição do Grupo D, enquanto o City é o lanterna da chave, com apenas um ponto.

O Ajax iniciou a partida de maneira bem mais confiante, dominando a posse de bola no campo ofensivo e acuando os visitantes. Os Godenzonen tiveram boas oportunidades com Siem De Jong e Christian Erikssen, mas a falta de pontaria da dupla impediu que o gol saísse.

Mesmo pressionado, o Man City encontrou o primeiro gol da partida logo em sua primeira chegada contundente ao ataque. Micah Richards deu lindo passe para James Milner, na meia-lua. O meio-campista encontrou Samir Nasri livre e o francês bateu colocado para vencer Kenneth Vermeer.

O gol motivou os ingleses, que passaram a se aventurar mais no ataque na sequência. Contudo, o Ajax retomou o controle da partida pouco antes do intervalo e chegou ao empate aos 45. Ricardo van Rhijn conectou Siem De Jong dentro da área e o capitão emendou de primeira, no contrapé de Joe Hart.

Depois de duas boas chegadas nos primeiros cinco minutos, o Man City seguiu sufocado na sequência do segundo tempo. E o Ajax alcançou a virada aos 12 minutos. Christian Erikssen cobrou escanteio em direção à primeira trave e, se antecipando à marcação de Joleon Lescott, Niklas Moisander cabeceou para as redes.

Em situação costumeira na atual temporada, Roberto Mancini colocou o time para frente, em busca dos resultados nos minutos finais. Para tanto, tirou Lescott e colocou Aleksandr Kolarov, deixando a defesa com três zagueiros. A mudança, porém, pouco adiantou.

O Ajax chegaria ao terceiro gol aos 23 minutos. Lasse Schöne roubou a bola no campo ofensivo e passou para Christian Eriksen, que finalizou da entrada da área. A bola ainda desviou em Gaël Clichy antes de entrar.

No desespero, Mancini colocou Tevez e Balotelli nos lugares de Gareth Barry e James Milner. As alterações deixaram os Citizens mais ofensivos e a equipe passou a bombardear os Godenzonen nos 15 minutos finais. Porém, os esforços dos ingleses pararam no empenho dos holandeses e nas boas defesas de Vermeer.

Ficha técnica

AJAX 3X1 MANCHESTER CITY

  Ajax
Kenneth Vermeer, Ricardo van Rhijn, Niklas Moisander, Toby Alderweireld e Daley Blind; Lasse Schöne (Derk Boerrigter, 44’/2T), Christian Poulsen e Christian Erikssen; Tobias Sana (Eyong Enoh, 29’/2T), Siem De Jong e Ryan Babel. Técnico: Frank De Boer.
  Manchester City
Joe Hart, Micah Richards, Joleon Lescott (Aleksandr Kolarov, 18’/2T), Vincent Kompany e Gaël Clichy; James Milner (Mario Balotelli, 33’/2T), Gareth Barry (Carlos Tevez, 26’/2T), Yaya Touré e Samir Nasri; Sergio Agüero e Edin Dzeko. Técnico: Roberto Mancini.
Local: Amsterdam Arena, em Amsterdã (HOL)
Árbitro: Svein Moen (NOR)
Gols: Samir Nasri, 22’/1T; Siem De Jong, 45’/1T; Niklas Moisander, 12’/2T; Christian Eriksen, 23’/2T
Cartões amarelos: Daley Blind (Ajax), Aleksandr Kolarov e Yaya Touré (Manchester City)
Cartões vermelhos: Nenhum