Konami e CBF anunciaram desde sexta-feira uma parceria que trará o Campeonato Brasileiro licenciado no PES 2017, que será lançado em setembro. O jogo já tinha garantido os 20 clubes brasileiros da Série A, como tem feito nas suas últimas versões, além de ter seis estádios brasileiros disponíveis no jogo. Nesta segunda-feira, a empresa japonesa lançou um trailer do jogo, apenas com imagens dos clubes brasileiros.

LEIA TAMBÉM: Football Manager 2017 não será vendido no Brasil por problemas de licenciamento

A parceria com a CBF permite que a Konami utilize o nome Campeonato Brasileiro no PES, além de usar a bola oficial do torneio, da Nike, e o troféu oficial do campeão. É importante ressaltar, porém, que este contrato de licenciamento não garante os clubes brasileiros presentes no jogo nos próximos anos. Ao contrário de outras ligas, a CBF não negocia coletivamente o direito de imagem dos clubes. Os contratos com as agremiações brasileiras foram feitas de forma independente, um a um, em um esforço que a Konami tem feito nos últimos anos para tornar o jogo mais atraente para o público brasileiro.

“Estamos iniciando a essa parceria com grande expectativa, tanto pelo crescente espaço que esse segmento tem ganho como pela excelência da Konami”, afirmou Walter Feldman, secretário-geral da CBF. “Temos trabalhando há algum tempo para realizar a inserção do Brasileirão no mundo dos jogos eletrônicos e nós acreditamos que isso é apenas o começo de um grande trabalho que planejamos fazer nessa área. Não há dúvidas de que a indústria dos jogos é um passo fundamental ao lidar com múltiplos aspectos, com a internacionalização do futebol brasileiro e a fidelidade dos fãs”.

“Como uma das mais celebradas confederações de futebol no mundo, estamos honrados em ter a CBF incluída exclusivamente em PES 2017”, disse Takayuki Kubo, presidente da Konami Digital Entertainment, Inc. “Estamos muito empolgados em ver como a CBF está presente no jogo, o que incluirá recriações de elementos-chave, como a bola oficial das partidas e o troféu. Os fãs também irão aproveitar aspectos realistas do modo torneio, o que proporciona uma elevada experiência de jogo.”

Investimento em Brasil e Argentina

A Konami tem parcerias firmadas com Corinthians e Flamengo no Brasil e os dois clubes aparecem com exclusividade no PES 2017 – portanto, não estarão no Fifa 17. Outros clubes optaram por negociar seus direitos com as duas franquias de games. O River Plate também assinou contrato de exclusividade com a Konami para estar no PES 2017. Os clubes argentinos foram todos licenciados e a liga do país está presente no game com seus 30 times.

Os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro de 2016 estão no PES 2017: América Mineiro, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Botafogo, Chapecoense, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Ponte Preta, Santa Cruz, Santos, São Paulo, Sport e Vitória. Os seis estádios brasileiros presentes no game serão Estádio do Maracanã, Arena Corinthians, Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), Estádio do Mineirão, Estádio Beira-Rio e Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro).

O PES 2017 também anunciou parcerias com Barcelona, Liverpool e Borussia Dortmund, de forma que estes clubes estejam presentes no jogo. Isto porque a Konami não tem as licenças de La Liga e Bundesliga, respectivamente e, portanto, não poderia ter estes clubes no jogo se não assinasse individualmente com eles. Estes clubes, porém, também estarão presentes no Fifa 17, já que a EA tem os direitos das ligas às quais estes clubes estão e, por lá, isto dá direito também aos clubes – diferente do caso da CBF, como explicamos.

Quando se fala em Europa, a Konami tem sofrido com licenciamentos. Há a liga inglesa no jogo, mas sem o nome oficial de Premier League e só com dois clubes licenciados, Arsenal e Liverpool. Há também a segunda divisão inglesa, mas esta não tem nenhum clube com sua licença. Na liga espanhola, só o Barcelona e o Atlético de Madrid estão licenciados. Há todos os times da Ligue 1, da França, e também da Ligue 2 – a segunda divisão francesa. Não há liga alemã no game. A liga italiana tem 17 clubes licenciados no jogo. Há ainda a Eredivisie, o Campeonato Holandês, totalmente licenciado com seus clubes. A liga portuguesa traz apenas Benfica e Sporting licenciados.

A Konami manteve a licença da Champions League da Ásia, com todos os clubes devidamente licenciados. Entre os estádios, tem o San Siro (que aparece também como Giuseppe Meazza quando o mando é da Inter, alimentando um mito), Camp Nou, Estádio Olímpico de Roma, St. Jakob-Park (em Basel, na Suíça), El Monumental (o famoso Monumental de Núñez), Estádio Alberto J. Armando (a famosa Bombonera) e o Saitama Stadium 2002 (estádio usado na Copa de 2002 e tradicionalmente presente no game).

Com tudo isso, fica mais fácil entender a aposta da Konami em ter todos os clubes brasileiros da primeira divisão licenciados. É uma aposta ousada e, claro, muito interessante para o público local. Ter o seu clube em um dos jogos mais populares certamente será um marketing importante para a Konami frente à concorrência do Fifa 17, que apostará, como sempre, no maior número de licenciamentos no futebol europeu, especialmente, mas também em ligas pelo mundo, incluindo sul-americanas, como da Argentina, Colômbia e Brasil, ainda que a brasileira sem o nome oficial – Campeonato Brasileiro.

A parceria entre CBF e Konami parece ser só o início e é bom ver que em uma entidade tão pouco afeita a entender o mundo como a CBF haja uma preocupação com licenciamento. Quem sabe é o caminho para ter uma negociação mais racional. Particularmente, acredito que a Konami também aposta muito nisso.

Veja como ficou o trailer só com os times brasileiros:

Veja também o presidente da CBF falando sobre a parceria junto com executivo da Konami: