A novela terminou, e o primeiro clássico da temporada entre Barcelona e Real Madrid pelo Campeonato Espanhol tem uma data definida. O Comitê de Competições da Federação Espanhola de Futebol anunciou oficialmente, nesta quarta-feira, que a partida será disputada na quarta-feira, 18 de dezembro, e que tomou a decisão buscando “o máximo de consenso possível”, o que não quer dizer que todas as partes gostaram do resultado.

O clássico válido pela 10ª rodada de La Liga deveria ser disputada no próximo sábado, mas a instabilidade da Catalunha, com protestos e violência, especialmente em Barcelona, motivados pela sentença de prisão a líderes separatistas, colocou em risco a segurança da partida, embora o Barça, desde início, tenha mantido publicamente a posição de que gostaria de disputá-la normalmente em 26 de outubro.

A remarcação para 18 de dezembro acabou sendo concordada entre os dois clubes e a Federação Espanhola. Há uma rodada de Copa do Rei marcada para aquela quarta-feira, mas ainda sem a presença de clubes da Champions League. Ao mesmo tempo, Barcelona e Real Madrid já terão finalizado suas participações na fase de grupos do principal torneio europeu.

La Liga, porém, ainda é uma opinião dissonante. A partida foi marcada para um sábado, às 13h (8h em Brasília), para explorar o mercado asiático. A sua primeira proposta foi simplesmente inverter os mandos de campo e realizar o primeiro encontro entre Barcelona e Real Madrid no Santiago Bernabéu, e o segundo, em fevereiro, no Camp Nou. A federação e os clubes recusaram-se.

A segunda proposta da liga foi levar o clássico para o sábado, 7 de dezembro, mas isso implicaria remarcar outras duas partidas – Barcelona x Mallorca, Real Madrid x Espanyol –, além de que os dois gigantes espanhóis poderiam ainda precisar definir seus destinos na rodada final da fae de grupos da Champions League, alguns dias depois.

Por fim, a ideia de La Liga seria colocar a partida em 4 de dezembro, o que não agradou ao Barcelona, também alegando o duelo contra a Internazionale pela Champions League, uma semana depois.

La Liga anunciou que está “buscando ações legais” e disse que a “decisão de mudança da data do jogo mais importante do Campeonato Espanhol não pode ser deixada à decisão dos dois clubes participantes”. Acrescentou que o decreto real que regula a venda centralizada de direitos de televisão “a encarga de maximizar a renda”, o que está diretamente ligado ao horário dos jogos.

Alegou que, além da rodada da Copa do Rei, também está prevista uma das semifinais do Mundial de Clubes para 18 de dezembro.