Pedro Rodríguez, de 32 anos, jogador do Chelsea, aceitou proposta da Roma para a próxima temporada e irá defender as cores do time da capital em 2020/21. O contrato com o Chelsea se encerra no próximo dia 30 de junho. E eis aqui um problema: a temporada, adiada pela pandemia do Coronavírus, se estenderá até o fim de julho. Assim, ele deverá decidir assinar um contrato de curta duração com o clube londrino para terminar a temporada ou não jogar mais pelo clube.

O Chelsea tem até a próxima terça-feira para negociar um contrato de curta duração com o jogador. Pedro aceitou um contrato de dois anos com o clube italiano, com opção para um terceiro ano. O espanhol teme que uma lesão possa colocar em risco a sua transferência já acertada. E isso, claro, é um problema para o Chelsea.

Pedro, assim como o brasileiro Willian, só tem contrato até o fim desta temporada, que antes era previsto até o dia 30 de junho, que é o padrão para fim dos contratos na Europa. O Chelsea tem trabalhado para encontrar uma solução e ter os dois jogadores disponíveis nesta reta final da temporada. A Premier League deu até o dia 23 de junho para os clubes entrarem em acordo com os jogadores que teriam seus vínculos encerrados no dia 30 de junho, como é o caso dos dois jogadores dos Blues.

Como os contratos estão hoje, Pedro e Willian poderiam jogar contra o Aston Villa, no domingo, o jogo da próxima quinta-feira contra o Manchester City, no dia 25, e o jogo de quartas de final da Copa da Inglaterra contra o Leicester, no dia 28. O contrato se encerraria no dia 30 e, portanto, os dois não estariam mais disponíveis para o jogo contra o West Ham no dia 1º de julho. Restariam sete jogos para o fim da temporada.

Tanto Pedro quanto Willian queriam renovar com o Chelsea por mais anos, mas nenhum dos dois conseguiu acordo. Willian tem 31 anos e completará 32 em agosto. Pedro tem 32 anos e completará 33 em julho. O Chelsea já tinha definido que não renovaria com Pedro, mas não quer perder o jogador antes do fim da temporada. Já Willian ainda é uma possibilidade. Pode ficar no clube, se for encontrado um acordo – o que parece ser a vontade do jogador.

O Chelsea já acertou a contratação de dois reforços para a próxima temporada, também para o setor de ataque. Hakim Ziyech, que chega do Ajax, e Timo Werner, anunciado vindo do RB Leipzig nesta quinta-feira.