A Data Fifa concedeu um descanso à maioria dos clubes ao redor do planeta, mas a volta às atividades acontece a todo vapor. As principais ligas da Europa oferecem jogões durante o final de semana. Há partidas fundamentais na Alemanha, na Espanha, na Inglaterra (em dose dupla) e na Itália, além de final da França. Enquanto isso, os estaduais chegam à sua reta final. E se não há tanto peso nas competições em si, os clássicos servem para aumentar o nível de interesse. Abaixo, o roteiro com as principais pedidas. Como há várias partidas legais, acabamos organizando pela ordem em que acontecerão. Além disso, é possível conferir também a programação de TV neste link, em atualização conforme as emissoras oficializarem as suas grades – mas é feriado, sabem como é, nem todas parecem dispostas a isso.

Bayern de Munique x Borussia Dortmund
Sábado, 13h30 (ESPN)

O Bayern de Munique tinha a chance de conquistar o hexacampeonato da Bundesliga na rodada passada, mas a derrota para o RB Leipzig frustrou seu plano. Tudo bem, afinal, o título pode ser ainda mais saboreado neste sábado. Os bávaros ganham a oportunidade de celebrar na Allianz Arena e, mais do que isso, no Klassiker contra o Borussia Dortmund. É um momento desprestigiado da rivalidade, que se intensificou pela competitividade dos times no topo da tabela. E não é exatamente isso que se vê na atual fase dos aurinegros, por mais que Peter Stöger sustente uma sequência invicta na liga desde que chegou. De qualquer maneira, não deixa de ser um jogaço. Será um teste importante antes dos compromissos de peso do FCB na Champions, assim como valem para a briga do BVB por um lugar na próxima Liga dos Campeões. Para ser campeão, o time de Jupp Heynckes precisa vencer e contar com um tropeço do Schalke 04, que recebe o Freiburg em Gelsenkirchen pouco antes.

Everton x Manchester City
Sábado, 13h30 (ESPN Brasil)

E não é apenas na Alemanha que o campeonato nacional volta já às vésperas de decidir o título. A conquista do Manchester City na Premier League é questão de tempo. Dias, muito provavelmente. O time de Pep Guardiola ainda não tem chances de festejar neste sábado, quando visita o Everton em Goodison Park. Entretanto, uma vitória pode encaminhar a conquista para a próxima rodada, quando os Citizens recebem o Manchester United no Estádio Etihad. Parece a maneira perfeita de coroar uma campanha tão dominante, não? E certamente os celestes não vão querer deixar a oportunidade passar. Entre um jogo e outro, porém, vale lembrar que os mancunianos encaram o Liverpool pela Liga dos Campeões, naquele que se torna o seu principal objetivo na temporada. O encontro com os Toffees será um bom aquecimento. São 16 pontos de vantagem sobre os Red Devils, com oito rodadas restantes.

Juventus x Milan
Sábado, 15h45 (Fox Sports 2 e RAI)

Ah, Itália! Sem muitos questionamentos, a Serie A possui o campeonato mais disputado da temporada entre as grandes ligas. São brigas eletrizantes pelo título, pelas vagas nas competições europeias e até mesmo contra o rebaixamento. Neste sábado, Turim será palco de um jogaço fundamental a duas destas corridas. A Juventus permanece na liderança, mas o tropeço contra a Spal voltou a deixar o Napoli dependendo apenas de si para levar o Scudetto – já que ainda há o confronto direto. Por isso mesmo, não dá para marcar bobeira contra o Milan, por mais que os rossoneri venham embalados e de uma grande sequência invicta. Já para os milanistas, o peso do duelo está na arrancada rumo ao G-4. São apenas quatro pontos atrás da Lazio, quinta colocada, e cinco atrás da Internazionale, em quarto. Um dos maiores testes de Gennaro Gattuso desde que chegou ao banco de reservas em Milão, e certamente uma oportunidade para ratificar a confiança na renovação de seu contrato.

Sevilla x Barcelona
Sábado, 15h45 (Fox Sports)

O Barcelona é mais um que olha para o relógio, entediado, esperando o momento em que chegará a hora de comemorar a conquista do título nacional. Somando 11 pontos à frente do Atlético de Madrid, ainda não vai ser desta vez. Mas o jogo contra o Sevilla pode se tornar importante em diferentes perspectivas. Primeiro, para dar um passo a mais na Liga. Depois, por encarar justamente o adversário da final da Copa do Rei. E, por último, por também pegar um potencial concorrente na Liga dos Campeões. A Champions, de qualquer forma, tende a tirar mais gás do que adicionar, considerando os compromissos importantes que cada clube terá no meio de semana. O Barça não vai querer se esfolar, até porque as condições de Lionel Messi não são as melhores. Já os andaluzes terão uma pedreira tamanha ao receberem o Bayern. Só não podem se descuidar muito, já que a campanha medíocre no Espanhol coloca em risco até mesmo a presença na zona de classificação à Liga Europa.

Paris Saint-Germain x Monaco
Sábado, 16h05

O Paris Saint-Germain tem a chance de erguer seu primeiro troféu na temporada. E talvez a Copa da Liga Francesa seja realmente o mais difícil, considerando a distância na Ligue 1 e a quantidade de azarões na Copa da França. O Monaco parece o único que pode fazer frente à hegemonia dos parisienses nesta reta final da temporada. A sequência recente dos alvirrubros é boa, com apenas uma derrota nos últimos 19 jogos, recuperados do primeiro semestre abaixo das expectativas. O problema é superar o PSG nos mata-matas. Desde 2015, os times se enfrentaram quatro vezes em torneios eliminatórios de jogo único, com quatro vitórias do time da capital. Em 2017, inclusive, faturaram a Copa da Liga e a Supercopa em cima dos monegascos, além de enfiarem 5 a 0 na semifinal da Copa.

Corinthians x Palmeiras
Sábado, 16h30 (Globo, Sportv)

O cardápio europeu de sábado pode estar cheio, mas em São Paulo há apenas um pensamento. Não há corintiano ou palmeirense que, neste momento, não tenha roído todas as unhas ao pensar no primeiro jogo da decisão do Paulista. Tudo bem, não é um torneio de muita importância. Mas, para as torcidas, não há nada mais importante que o Dérbi. E lá se vão 19 anos desde a última vez em que a taça esteve em jogo, justamente no famoso duelo das embaixadinhas de Edílson, logo depois da conquista alviverde na Libertadores. Como se o passado já não bastasse, o presente ainda traz uma rivalidade ainda mais aflorada, com os dois últimos campeões brasileiros, cada um a seu modo tentando reafirmar a hegemonia local. Sem dúvidas, será para ficar na história. E em clássico que começa logo quente na Arena Corinthians, palco de um jogo memorável no Brasileiro de 2017 – que, de certa forma, também valeu título.

Chelsea x Tottenham
Domingo, 12h (ESPN Brasil)

Ninguém imagina que alguém vá tirar o título do Manchester City nesta temporada da Premier League. Mas todo mundo quer saber o que vai acontecer na disputa pelas vagas na Liga dos Campeões. Há times mais sossegados do que outros, mas nada garantido. E o Stamford Bridge receberá no domingo um embate essencial à definição, com o Chelsea tentando tirar o prejuízo contra o Tottenham. O mau momento recente dos Blues, combinado com o embalo principalmente de Spurs e Liverpool, abriu uma distância considerável na tabela. Assim, o time de Antonio Conte precisa da vitória de qualquer maneira, cinco pontos atrás dos vizinhos, restando apenas oito rodadas para o fim do campeonato. Caso os comandados de Mauricio Pochettino vençam, fica muito difícil de imaginar uma reviravolta no cenário. Além do mais, apimenta um possível encontro na final da Copa da Inglaterra, com cada um de um lado diferente das chaves nas semifinais.

AEK Atenas x Panathinaikos
Domingo, 13h30

Este jogo não terá transmissão da TV aberta no Brasil. Mas, convenhamos, vale ao menos procurar saber o que aconteceu. E há várias razões para isso. O fator “clássico” já é suficiente. Mais do que isso, será um teste de fogo às autoridades após a paralisação do Campeonato Grego, por conta das confusões recentes envolvendo o próprio AEK. Ainda mais do que isso, os aurinegros podem sacramentar sua vantagem na liderança, atualmente se cinco pontos. E, novamente, mais do que isso, existe uma disputa de bastidores entre os clubes – o Panathinaikos apresentou um planejamento para se salvar da bancarrota, mas o AEK se recusou a aprová-lo, o que pode culminar no rebaixamento dos alviverdes, precisando se reconstruir a partir da terceira divisão como fizeram os próprios aurinegros. Sem dúvidas, vai pegar fogo.

Botafogo x Vasco
Domingo, 16h (Globo, Premiere)

Botafogo e Vasco não conquistaram a Taça Guanabara ou a Taça Rio, mas farão a decisão do Campeonato Carioca. Culpa do regulamento esdrúxulo elaborado pela federação local, e não dos clubes. Afinal, dá para esperar grandes jogos entre os times nesta decisão. Ambos já vieram de semifinais eletrizantes, sobretudo os vascaínos, que eliminaram o Fluminense com um gol no último minuto. Os dois últimos jogos entre os rivais, ainda neste mês, pela Taça Rio, foram sensacionais. O Vasco se deu melhor na fase de classificação, mas nas semifinais do segundo turno do estadual quem se impôs foi o Botafogo. Agora, o tira-teima vem da maneira mais gloriosa possível. E na terceira vez que os clubes se enfrentam na finalíssima do Carioca durante os últimos quatro anos, as duas primeiras com festa cruzmaltina.

Atlético Mineiro x Cruzeiro
Domingo, 16h (Globo, Sportv)

Como costuma ser praxe no Campeonato Mineiro, Atlético e Cruzeiro fazem mais uma decisão, a décima apenas neste século. E a considerar este histórico mais recente, a balança pende para o lado celeste, com seis títulos cruzeirenses e apenas três atleticanos. O Galo, contudo, levou a taça em 2017. Assim como vislumbra um peso maior à conquista, considerando o primeiro semestre mais turbulento que enfrenta neste ano. No clássico da fase de classificação, todavia, quem se deu bem foi a Raposa. Pode não ser o troféu mais relevante do ano, até pelo patamar de façanhas que ambos se impuseram ao longo dos últimos anos, brilhando também no cenário nacional e internacional. Mas, pela rivalidade, ninguém quer perder a chance de tirar uma casquinha. As expectativas não deixam de ser altas para um confronto que permitirá um dos lados de Minas gritar mais alto.

Bahia x Vitória
Domingo, 16h (Globo, Premiere)

Será explosivo, no mínimo. Afinal, Bahia e Vitória carregam para a final do Campeonato Baiano não apenas a rivalidade de sempre, mas também o que aconteceu no último clássico, quando a confusão rolou solta e o jogo sequer terminou, diante do número de expulsões entre os rubro-negros. Será o terceiro clássico consecutivo na decisão do estadual, e os dois últimos contaram com a festa do Vitória, apesar da hegemonia histórica dos tricolores na competição. O Bahia vem com uma campanha pior na fase de classificação e, embora tenha passado mais tranquilo pelas semifinais, fará o primeiro jogo em casa, na Fonte Nova. A chance para o Leão tentar arrancar um resultado favorável e resolver dentro do Barradão.

Paysandu x Remo
Domingo, 16h (Cultura-PA)

O Campeonato Paraense também contará com seu maior clássico na decisão, pelo segundo ano consecutivo. O Paysandu superou o Remo na final de 2017, mas o momento atual gera desconfianças em ambos os lados. Afinal, os dois correram sérios riscos de caírem ainda nas semifinais. O Leão precisou reverter a derrota no jogo de ida contra o São Raimundo, enquanto o Papão passou ainda mais aperto. Deu o troco contra o Bragantino e superou o sufoco dos pênaltis para carimbar a sua vaga. Agora, de qualquer forma, serão dois novos jogos. E se espera ao menos duas grandes festas no Mangueirão, como de praxe.

CSA x CRB
Domingo, 16h

O Clássico das Multidões atravessa um de seus maiores momentos da história. Afinal, acontecerá em grande nível na próxima edição da Série B. O CRB se manteve na segundona nacional e agora será acompanhado pelo rival CSA, campeão da Série C em 2017. E antes que o ápice aconteça, há o título do Campeonato Alagoano em jogo. Os alvirrubros estão mais interessados em manter a hegemonia local, buscando o tetracampeonato estadual. Já o CSA tenta quebrar um incômodo jejum que dura desde 2008, no único título conquistado pelos azulinos neste século. Para piorar, foram vices dos rivais três vezes nos últimos quatro anos.

Coritiba x Atlético Paranaense
Domingo, 16h

Depois de um breve período de alegrias para os times do interior, a dupla Atletiba voltou a dominar o Campeonato Paranaense no último triênio. E a final deste ano será como um tira-teima, considerando que o Furacão ergueu a taça em 2016 e o Coxa acabou dando o troco em 2017. Já na atual campanha, cada turno terminou nas mãos de um dos rivais. Os alviverdes bateram o Rio Branco na final da Taça Dionísio Filho e os rubro-negros triunfaram em cima do Londrina na decisão da Taça Caio Júnior. Agora, se enfrentam na finalíssima. Por ter a melhor campanha, o Atlético ganha o direito de fazer o segundo jogo na Arena da Baixada.


Os comentários estão desativados.