BELÉM – Em entrevista coletiva nesta terça à tarde, realizada no hotel onde a seleção brasileira está concentrada em Belém, Carlos Alberto Parreira elogiou a qualidade dos jogadores, mas ressaltou que isto não é o suficiente. “Há pelo menos 30 jogadores em condições de fazer parte do grupo. Não basta ter os melhores jogadores à sua disposição sem saber como mesclá-los. Formar um time é o mais importante; é preciso chegar à Copa com um bem montado para se dar bem”.

O treinador também opinou com relação à declaração de Ronaldo, que afirmou preferir como companheiro de ataque alguém com as características de Adriano. “Posso até começar jogando com Ronaldo e Adriano, mas isso não é garantia de que será assim sempre. Se não der certo, haverá mudanças”.

Parreira continuou: “Mesmo nas seleções brasileiras que foram campeãs do mundo houve mudanças do time do primeiro jogo até a final. Quem determina a escalação é o desempenho da equipe”.

O técnico considera como favoritos ao Mundial as seleções da Alemanha, Argentina e Holanda. “A França deve se classificar também. Será uma Copa sensacional, com todos os campeões”.


Os comentários estão desativados.