Diversas competições na Ásia e na Europa tomam suas medidas em prevenção e combate ao surto de coronavírus. Já na América do Sul, o Paraguai é o primeiro a adotar planos específicos contra a doença. Nesta terça-feira, a Associação Paraguaia de Futebol comunicou que todos os jogos realizados no país terão portões fechados até novo anúncio. A medida valerá tanto para competições nacionais quanto continentais – a começar pelo Olimpia x Defensa y Justicia, marcado para esta quarta-feira, na Copa Libertadores.

A posição da APF segue a orientação do próprio governo paraguaio. Até o momento, cinco casos de coronavírus foram confirmados no país, enquanto há 25 pacientes sob suspeita. O temor do poder público é sobrecarregar o sistema de saúde e criar uma situação insustentável – como já ocorre, por exemplo, na Itália. Assim, o Ministério da Saúde tomou medidas preventivas para os próximos 15 dias.

Entre as determinações do governo paraguaio, está a suspensão de eventos públicos e a realização de partidas esportivas sem a presença de público. Também estarão suspensas atividades em lugares fechados, como cinemas, teatros, clubes, discotecas, cassinos, bares e centros culturais. Igualmente, as aulas não acontecerão em diferentes níveis de ensino. Ainda assim, o sistema público de transporte e os supermercados seguirão funcionando.

Segundo a APF, os jogos serão disputados com portões fechados e terão transmissão do canal Tigo Sports, dono dos direitos no Campeonato Paraguaio. Já o Olimpia declarou que todas as atividades em sua sede social estão suspensas, enquanto a realização do jogo pela Libertadores acontecerá sem público nas arquibancadas. Conforme os franjeados, a Conmebol já foi informada e os torcedores que adquiriram os ingressos serão ressarcidos.

Santos e Palmeiras são os dois clubes brasileiros que atuarão no Paraguai nesta Libertadores. Enquanto os alvinegros visitam o Olimpia em 23 de abril, os alviverdes encaram o Guaraní em 8 de abril. A princípio, considerando o período inicial de quarentena determinado pelo governo paraguaio, ainda existe a possibilidade de que ambos os jogos tenham público. Dependerá da avaliação contínua sobre a situação.