Para presidente do Barcelona, La Liga deveria fazer três jogos por temporada fora da Espanha

O Barcelona havia aceitado jogar contra o Girona, em Miami, mas a iniciativa foi abortada por "falta de consenso"

A partida do fim de janeiro, entre Girona e Barcelona, quase aconteceu em Miami. Os dois times aceitaram a transferência de local, parte de um novo contrato de La Liga com a empresa de mídia Relevent, mas o Barça decidiu recuar, diante da “falta de consenso sobre a proposta”. No entanto, o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, ainda acha que marcar rodadas do Campeonato Espanhol no exterior é uma boa ideia. E quer mais de uma por temporada. 

LEIA MAIS: Infantino: “O princípio geral é que o jogo em casa seja na sua casa e não em outro país”

“Se quisermos que La Liga seja forte, precisamos jogar essas partidas”, afirmou, à BBC. “No Barcelona falamos às vezes com a liga e dizemos que, se eles quiserem promover mais ainda o campeonato, deveríamos fazer três jogos por ano fora da Espanha: um na América, um no Oriente Médio e um na Ásia”. 

Comandante de um time global, Bartomeu acredita que essa é uma maneira de aproximar o clube a seus torcedores ao redor do mundo. “Fazemos turnês de verão em julho e agosto para nos aproximarmos dos torcedores. É um jeito de mostrar respeito a eles. Ir para Miami teria sido uma demonstração de respeito a nossos torcedores nos Estados Unidos”, disse. 

Embora aceita pelos dois clubes, a proposta de jogar contra o Girona, nos EUA, encontrou resistência do sindicato dos jogadores e da Federação Espanhola. O plano, no entanto, ainda não foi abortado. Segundo o chefe de comunicações de La Liga, Joris Evers, a entidade ainda trabalha para marcar uma partida no exterior “assim que possível”.