O técnico da seleção argentina, Edgardo Bauza, o Patón, respondeu sobre a polêmica de não convocar Mauro Icardi. O atacante vem muito bem na Internazionale, é artilheiro do Campeonato Italiano. O técnico aposta que o atacante Lucas Alario, do River Plate, a quem considera ter grande futuro. A boa fase de Icardi já dura ao menos três anos, mas suas questões fora de campo parecem impedi-lo de voltar à seleção.

LEIA TAMBÉM: Icardi iguala Milito em gols no Italiano pela Inter e é a estrela que faz torcedores sonharem com Champions

“Quero que ele vá se acostumando à seleção porque é um jogador com grande futuro. Eu o tenho em conta sempre”, afirmou o treinador. Alario, de 24 anos, chegou ao River Plate para a semifinal da Copa Libertadores de 2015, que acabou com o título dos Millonarios e com Alario como um dos destaques. Não foi a primeira vez que o técnico Bauza elogiou Alario. Em setembro, o comandante já tinha dito que o atacante era o futuro da seleção.

Na temporada passada, 2014/16, Alario fez 11 gols em 24 jogos, além de duas assistências. Nesta temporada, são 13 jogos, seis gols e uma assistência para o camisa 13 do River Plate. Ele foi convocado pela primeira vez em 2016, nas Eliminatórias da Copa, e estreou na vitória por 1 a 0 diante do Uruguai no dia 2 de setembro – estreia também do técnico Bauza. Ainda jogaria contra a Venezuela, na mesma data Fifa.

Alario, da Argentina, em partida contra a Venezuela (Photo by Nelson Pulido/LatinContent/Getty Images)
Alario, da Argentina, em partida contra a Venezuela (Photo by Nelson Pulido/LatinContent/Getty Images)

Icardi, por sua vez, tem 23 anos e vem bem há algumas temporadas na Internazionale. Na temporada 2014/15, foi artilheiro do Campeonato Italiano com 22 gols. No total, fez 27 em 48 jogos. Na temporada 2015/16 o desempenho não foi tão bom, mas ele ainda marcou um bom número de gols: foram 16 em 33 jogos. Na atual temporada, 2016/17, Icardi é artilheiro da Serie A italiana com 15 gols (junto com Dzeko e Higuaín neste momento) em 22 jogos.

Seu bom rendimento em campo, porém, não tem sido suficiente para convencer os técnicos das seleções argentinas a convocarem o jogador. Ele só disputou uma partida pela Argentina, ainda em 2013, quando o técnico era Alejandro Sabella. Na época, Icardi estava sendo cogitado para defender a Itália, já que também possui a cidadania italiana. Jogou uma partida em outubro de 2013, contra o Uruguai, quando a Argentina perdeu por 3 a 2. Foram só sete minutos em campo, mas o suficiente para amarrá-lo na seleção argentina.

Claro que quando se fala na convocação de Icardi, sempre é lembrado o episódio com Maxi López. Icardi se casou com Wanda Nara, que era esposa de López quando os dois se conheceram e foram companheiros de clube na Sampdoria. O caso gera repercussão e Icardi colocava gasolina na história postando fotos com os filhos de Maxi nas redes sociais, além de brincadeiras como tirar foto fazendo gesto de chifre. Até um comercial ele gravou fazendo referência ao episódio.

Seu comportamento diante dos torcedores também causou polêmica, com um episódio contado em sua autobiografia que foi desmentido e gerou vaias dos torcedores ultras da Inter. Em outro episódio, ele chegou a dizer que não tem muitos amigos.

Bauza diz que Icardi é a terceira opção para camisa 9, atrás de Gonzalo Higuaín, curiosamente seu concorrente pela artilharia na Itália, e de Lucas Pratto, atacante do Atlético Mineiro que tem ido muito bem tanto no clube quanto nos últimos jogos pela seleção. Com os dois garantidos e Alario como uma promessa, parece difícil que Icardi ganhe uma chance a não ser que um desses jogadores se machuque. Sua convocação nunca será só uma questão de campo e certamente geraria muita repercussão no vestiário da Argentina. E este é um ponto que, mesmo sem poder ser admitido publicamente, deve pesar. Ainda mais para uma seleção que passa por um momento tão turbulento.

Parece que Icardi ficará só mesmo a serviço da Inter por enquanto. E Alario deve continuar fazendo parte do elenco albiceleste que tenta ir à Copa de 2018. Como estão as coisas, é possível que Icardi, mesmo sendo um dos melhores da posição, acabe vendo a Copa pela TV. Isso, claro, se nada mudar neste próximo um ano e meio.