O Liverpool quebrou a banca para contratar Virgil Van Dijk, um ano atrás. O holandês saiu do Southampton para se tornar o zagueiro mais caro do mundo e também um pilar da renovada defesa vermelha. Desde a sua chegada, também com ajustes táticos, a então frágil retaguarda do time de Jürgen Klopp melhorou a ponto de ser a melhor da atual Premier League, com apenas oito gols sofridos em 20 rodadas. Valeu o investimento de £ 75 milhões, e quem diz isso é Pep Guardiola, treinador do Manchester City.

LEIA MAIS: Klopp: “Manchester City ainda é o melhor time do mundo”

Nesta quinta-feira, a partir das 18h, o City recebe o Liverpool, no Etihad, para um confronto crucial na briga pelo título inglês. O time de Guardiola é terceiro colocado, a sete pontos dos Reds – o Tottenham, em segundo, tem uma partida a mais. E Van Dijk poderia muito bem estar vestido de azul nessa partida porque o City também se interessou pela sua contratação.

O Liverpool precisou esperar seis meses, mas conseguiu contratar o jogador, em janeiro de 2018, e Guardiola voltou suas atenções para Aymeric Laporte, do Athletic Bilbao. “Van Dijk é um jogador excepcional. Quando um jogador custa o que custar e funciona, vale a pena. Quando você paga menos e não funciona, é muito caro. Se ele consegue jogar a cada três dias, sem lesões e joga consistentemente, vale muito a pena”, explicou.

Desde o começo de fevereiro do ano passado, Van Dijk atuou em todas as rodadas da Premier League pelo Liverpool. São 33 partidas consecutivas pela liga inglesa e em apenas uma delas, contra o Southampton, em setembro, ele não ficou em campo os 90 minutos.