Para Franco Baresi, o Milan atual lembra o do começo de Arrigo Sacchi, que surpreendeu

O agora vice-presidente honorário do Milan elogiou como o clube tem voltado a crescer e fez elogios também a Ibrahimovic

Um dos maiores defensores de todos os tempos, Franco Baresi, foi escolhido para ser vice-presidente horário do Milan, clube que o consagrou. O defensor fez muitos elogios à atual gestão, a Stefano Pioli, técnico do time, a Gianluigi Donnarumma, a Zlatan Ibrahimovic. Aliás, ele foi além: disse que a atual equipe lembra um pouco o que aconteceu quando ele era jogador, com Arrigo Sacchi, que o clube surpreendeu e ganhou diversos títulos.

[foo_related_posts]

“O Milan é tudo para mim, desde que eu estreei tem sido uma segunda família. Eu fiquei feliz com as faixas da torcida. Eles sempre me surpreendem e me amam desde o primeiro dia”, afirmou Franco Baresi em entrevista à Sky Sport Italia.

O ex-jogador também foi perguntado sobre a presença de ex-jogadores na gestão do Milan, como ele próprio e Paolo Maldini, seu antigo companheiro. “É importante que haja figuras como nós no clube, para lembrar a história. Aqueles que chegam são estimulados por certas figuras e imediatamente entendem os valores deste clube”, comentou o lendário zagueiro.

“O Milan está colhendo os frutos do trabalho e dedicação desses anos. Depois do lockdown, algo deu um clique dentro do clube. Não era o verdadeiro Milan antes, mas eles mostraram que têm qualidade. Agora há a consciência de ser capaz de competir com todo mundo”, continuou Baresi.

“Pioli é bom em estimular e envolver o time. Todos os jogadores estão à vontade e são capazes de se expressar pelo que são e de ter o melhor desempenho”, analisou o ex-zagueiro. “O Milan sempre tem que pensar grande, eles têm coragem. Eles sabem que podem jogar contra todo mundo. Isso depende de nós, com todo respeito aos outros. Me lembra o começo de [Arrigo] Sacchi no Milan. Ninguém pensou que nós poderíamos fazer o que nós fizemos. Com dedicação e confiança, então você pode fazer o que não esperam”.

Atualmente comentarista, Arrigo Sacchi tem 74 anos e se tornou técnico do Milan em 1987, depois de ótima passagem pelo Parma. Naquela época, o Milan tinha sido rebaixado em 1982 por um escândalo de manipulação de resultados. Voltou em 1983 como campeão na segunda divisão, mas não tinha conseguido uma posiçõa melhor que o quinto lugar. Sacchi era um novato, alguém que não tinha sido jogador. Uma aposta, mas que acabaria fazendo história.

Pelos rossoneri, conquistou a Serie A em 1987/88, a Copa dos Campeões (antecessora da Champions League) em dois anos seguidos, em 1988/89 e 1989/90, além dos Mundiais de 1989 e 1990. Saiu do clube para dirigir a seleção italiana em 1991 e conduziu a Azzurra até o vice-campeonato na Copa do Mundo de 1994.

Donnarumma: “Um verdadeiro jogador do Milan”

“Gigio é nossa criação. Ele cresceu conosco, um verdadeiro jogador do Milan. Ele tem que fazer suas escolhas com serenidade e ficar feliz com o que ele irá escolher. Eu não me arrependo das minhas escolhas, eu também já passei por anos difíceis. Gigio deve pensar onde ele está, no Milan, um dos times que mais ganharam títulos no mundo. Ele tem que pensar onde ele está, no time do seu coração”.

Ibrahimovic como Van Basten e Gullit

Baresi foi perguntado se gostaria de ter marcado Ibra. “Não, melhor como companheiro. Ele é incrível. O que ele faz, o que ele transmite aos seus companheiros, é extraordinário. Mentalmente, ele tem 20 anos de idade. Na minha época, eu era tão forte quanto ele. Van Basten, Gullit tinham essa qualidade. Ele é um jogador que não tem fim, você não pode saber quando ele irá parar. Fisicamente, ele está em forma, mentalmente ele quer surpreender. Apenas ele poderá saber quando ele dirá que acabou”, comentou o ex-defensor.

Seleção Italiana empolga

“Esta seleção nacional está indo muito bem. Com Mancini, ela tem identidade, coragem, impõe o seu jogo. Nós temos jogadores de qualidade, jovens que podem abrir um ciclo longo para as Eurocopas e Copas do Mundo, nós podemos pensar positivamente. A seleção nacional joga um bom futebol e empolga”.