Para Domenech, ex-técnico da seleção francesa, Benzema é o atacante francês mais completo da atualidade

Para o treinador que o lançou na seleção francesa, Benzema ainda é mais completo que Mbappé, que pode chegar lá um dia

Karim Benzema está a nove anos e meio no Real Madrid, um período que é raro para qualquer jogador. Contratado em 2009, chegou no mesmo mercado que Kaká e Cristiano Ronaldo, ambos que já deixaram o clube. Só dois jogadores do atual elenco estão há mais tempo por lá: Sergio Ramos, o capitão do time, e Marcelo, vice-capitão.

Há muitos questionamentos sobre Benzema, o que se reflete em inúmeras especulações sobre contratações de centroavantes para o clube. Os que vieram já saíram e outros nunca chegaram. Para Raymond Domenech, técnico que lançou o atacante na seleção francesa, ele não é um matador, como muitos esperam de um camisa 9, mas é o atacante francês mais completo no momento.

[foo_related_posts]

Revelado pelo Lyon, Benzema foi contratado pelo Real Madrid por € 35 milhões (€ 40,3 milhões, em valores corrigidos pela inflação). Já são 502 jogos de Benzema pelo Real Madrid, com 241 gols marcados. Ele é o sexto maior artilheiro da história do clube, atrás de Cristiano Ronaldo (450 gols), Raúl (323), Alfredo Di Stéfano (308), Santillana (290) e Ferenc Puskás (242). Passar Puskas é só uma questão de tempo. Mas apesar da marca, o ex-treinador da seleção francesa afirma que o jogador não é propriamente um artilheiro no seu estilo de jogo.

“Benzema não é um goleador. É um pouco camaleão, precisa tocar na bola. Foi moldado pelo Real Madrid. Chegou do Lyon ainda bruto. Foi um fenômeno esportivo. Mentalmente, é forte. Ali permanecerá entre os grandes jogadores, como Platini na Juventus ou Cantona no Manchester United. Benzema é o atacante francês mais completo neste momento, porque faz de tudo um pouco. Ele vai para as pontas, pode receber, é um goleador, um passador. Tecnicamente, está acima da média”, afirmou o antigo treinador dos Bleus.

Domenech comparou Benzema ao grande jogador francês da atualidade, Kylian Mbappé. “A vantagem que ele tem sobre Mbappé, por exemplo, é que é 10 anos mais velho. Teve outra carreira. Mbappé, em 10 anos, talvez tenha a mesma formação técnica. Benzema é capaz de jogar, realizar esforços, criar movimento para outros e usar outros para colocar a si mesmo em condições de marcar gols. Realmente encontrou o seu lugar nestes nove anos e meio. Têm mais inteligência em movimento em comparação com outros”, afirmou ainda o treinador.

Benzema estreou pela seleção francesa em 28 de março de 2007, sob o comando de Domenech. São 81 jogos com a camisa dos bicampeões mundiais e 27 gols marcados. Seu último jogo pelos Bleus foi no dia 8 de outubro de 2015, em um amistoso contra a Armência vencido pelos franceses por 4 a 0. O atacante fez dois gols e uma assistência na partida. Ninguém sabia, na época, que seria o seu último jogo com a camisa da seleção do seu país.

O atacante do Real Madrid está fora da seleção francesa desde o episódio polêmico com Matthieu Valbuena. O atacante foi acusado de intermediar uma extorsão feita por pessoas conhecidas por ele a Valbuena, por causa de um vídeo que mostrava o jogador fazendo sexo.

O caso foi parar na polícia francesa. As acusações foram feitas em 2015 e, desde então, o jogador não foi mais convocado para defender os Bleus. Na última atualização sobre o caso, em 2018, Benzema conseguiu reverter no tribunal de recursos o indiciamento por extorsão. O caso, porém, continua em investigação, assim como o jogador. Benzema entrou com recurso para arquivamento do processo, mas o pedido foi rejeitado em dezembro de 2019.

No Real Madrid, Benzema se tornou uma figura fundamental, especialmente depois da saída de Cristiano Ronaldo. Na temporada 2018/19, foram 53 jogos e 30 gols, além de 11 assistências. Na atual temporada, retomada neste fim de semana na Espanha, Benzema tem 37 jogos, 19 gols e nove assistências. O Real Madrid volta a campo na quinta-feira, contra o Valencia, novamente como mandante, no Estádio Alfredo Di Stéfano.