Petr Cech vive seus últimos meses de carreira como atleta profissional. É um mero figurante no elenco do Arsenal, ocupando o banco de reservas e poucas vezes aparecendo na meta da equipe de Unai Emery – limitado basicamente às copas. Ainda assim, o veterano demonstra o seu comprometimento com o clube de outras maneiras além dos gramados. E um gesto bacana aconteceu nesta semana, em relação ao time feminino dos Gunners. Diante da boa fase das garotas, o goleiro ofereceu um jantar grátis. Chamou todo o elenco para conversar e confraternizar – é claro, deixando o banquete por sua conta.

O Arsenal possui sua tradição no futebol feminino. Conquistou 14 títulos do Campeonato Inglês, recorde da elite, e também faturou a Liga dos Campeões em 2006/07. No entanto, como acontece no masculino, o dinheiro de Chelsea e Manchester City passou a preponderar nos últimos anos. As mulheres dos Gunners tentam quebrar esse duopólio e encerrar seu jejum, que dura desde 2012. Ocupam atualmente a segunda colocação, com dois pontos a menos que o City, mas também duas partidas a menos. O reconhecimento de Cech, além de uma baita gentileza, também é justo. Representa a união além dos diferentes departamentos do clube. E, quem sabe, possa servir de motivação para a sequência da campanha.