Depois de um fraco empate contra o Guaraní, e um mais fraco empate ainda contra a garotada do Flamengo, o Palmeiras precisava dar uma resposta. E sempre entrará na conta a fragilidade do adversário, mas você só pode vencer quem está à sua frente. Depois de oscilar no primeiro tempo, o time de Vanderlei Luxemburgo disparou para golear o Bolívar, por 5 a 0, e selar sua vaga nas oitavas de final da Libertadores com muito estilo.

Teria ajudado mais o Palmeiras ter aberto o placar tão cedo se o restante do primeiro tempo não tivesse saído do seu controle. Logo aos dois minutos, Rory caiu pela direita e cruzou para a segunda trave. Wesley emendou de primeira para Willian completar de carrinho. Parecia o cenário perfeito para matar logo a partida nos contra-ataques, apostando na velocidade dos seus homens de frente, mas precisou de Weverton para chegar ao intervalo com a vantagem intacta.

Ele fez uma boa defesa, meio no susto, em cobrança de escanteio e depois outra em um desvio à queima-roupa de Anderson. E ainda se enrolou com Felipe Melo em um tiro de meta, aos 43 minutos do primeiro tempo. O goleiro tentou sair jogando curto e deu dois toques na bola. Pelo menos, armou bem a barreira e a cobrança desviou em Raphael Veiga.

O inofensivo Palmeiras do primeiro tempo, incapaz de agredir em velocidade e permitindo mais ameaças do que o recomendado, se transformou durante o intervalo. Novamente aos dois minutos, Wesley recebeu o passe pela esquerda, entrou quase caminhando na área e bateu bonito no ângulo do goleiro Javier Rojas.

Nem deu tempo de o Bolívar sentir o golpe porque, entre os 14 e os 19 minutos, o Palmeiras marcou três vezes em sequência. Matías Viña pegou firme o rebote de uma dividida de cabeça, após escanteio, e depois deu um lindo cruzamento rasteiro para Raphael Veiga desviar às redes.

Rony fechou a goleada com seu primeiro gol com a camisa do Palmeiras, em seu 22º jogo. Ele dividiu com o goleiro Rojas, após uma vacilo da defesa do Bolívar. Wesley ficou com a sobra, tentou marcar, mas parou na defesa adversária. A bola voltou para ele, e o cruzamento encontrou a cabeça do principal reforço do clube paulista para a temporada.

Foi a primeira vez que o Palmeiras marcou cinco gols com Vanderlei Luxemburgo – nesta passagem, claro – o que é digno de nota e fechou uma campanha absolutamente tranquila na fase de grupos da Libertadores. A goleada ajuda até a praticamente garantir o primeiro lugar, mesmo se o Guaraní vencer o Tigre, nesta quinta-feira. Tem sete gols de vantagem no saldo.

O desafio agora é fazer a mesma coisa mais regularmente e contra equipes mais fortes.

.

.