O atacante Martín Palermo, do Boca Juniors, foi convocado para a seleção argentina pela primeira vez em dez anos. Palermo, de 35 anos, é um dos 26 jogadores de clubes locais relacionados pelo técnico Diego Maradona para um período de treinamentos em maio e um amistoso em Santa Fé, contra adversário ainda a definir.

A última aparição de Palermo pela Albiceleste foi na Copa América de 1999, no Paraguai, quando entrou para a história ao desperdiçar três cobranças de pênaltis em uma partida contra a Colômbia. Ele voltou aos campos recentemente após uma grave lesão no joelho sofrida em agosto do ano passado.

A convocação de Maradona tem dezesseis jogadores sem experiência com a seleção. O treinador pretende observar jogadores para a sequência das Eliminatórias da Copa do Mundo, com jogos contra Colômbia e Equador previstos para junho. A Argentina ocupa a quarta posição na zona sul-americana, com 19 pontos em doze jogos.

Confira os convocados por Maradona:

Goleiros: Diego Pozo (Colón), Cristian Campestrini (Arsenal), Mariano Andújar (Estudiantes);

Defensores: Marcos Angeleri (Estudiantes), Juan Forlín (Boca Juniors), Ezequiel Muñoz (Boca Juniors), Nicolás Otamendi (Vélez Sarsfield), Emiliano Papa (Vélez Sarsfield), Matias Caruzzo (Argentinos Juniors), Ignacio Canuto (Argentinos Juniors), Alexis Ferrero (Colón);

Meio-campistas: Juan Sebastián Verón (Estudiantes), Sebastián Battaglia (Boca Juniors), Maximiliano Moralez (Vélez Sarsfield), Hernán Bernardello (Newell's Old Boys), Daniel Montenegro (Independiente), Fabian Rinaudo (Gimnasia La Plata), Eduardo Salvio (Lanús), Sebastián Blanco (Lanús), Franco Zuculini (Racing);

Atacantes: José Sand (Lanús), Martín Palermo (Boca Juniors), Mauro Formica (Newell's Old Boys), Gonzalo Bergessio (San Lorenzo), Matías De Federico (Huracán), Milton Caraglio (Rosario Central).