A Nike lançou durante a semana as novas camisas dos quatro clubes com que mantém parceria na Superliga Chinesa: Guangzhou Evergrande, Beijing Guoan, Shanghai SIPG e Shanghai Shenhua. A partir das peças, dá para ter uma boa ideia da liberdade de criação que clubes parceiros da fornecedora terão para desenhar seus próprios uniformes, conforme revelado pela diretora sênior para futebol da Nike, Heidi Burgett, em entrevista à Trivela.

Começando pelo Guangzhou Evergrande, a camisa é predominantemente vermelha, com detalhes amarelos e padrões gráficos de garras de tigre no torso. O Beijing Guoan, time de Renato Augusto, traz o desenho mais ousado, com padrões geométricos pequenos em quase toda a camisa e um degradê especial que vai do verde ao amarelo, reproduzindo de certa forma o escudo do clube.

O Shanghai SIPG vem com um uniforme rubro-negro com predominância do vermelho, enquanto o preto aparece em padrões verticais irregulares, passando uma interessante ideia de movimento.

Por fim, o Shanghai Shenhua tem o desenho mais conservador, lembrando modelos de camisa com gola e manga tradicionais.

O primeiro sinal da nova política de templates da Nike veio com o lançamento de uniformes bastante únicos para Coreia do Sul, Estados Unidos e Nigéria. Soube-se mais tarde que os designers da companhia tiveram 65 chassis disponíveis, a partir dos quais estariam indo em busca de desenhos que melhor distinguissem os times entre si.

Se, por um lado, o pior do Coronavírus já passou para a China, possibilitando este lançamento das camisas da Superliga Chinesa, no Ocidente a pandemia deve afetar os lançamentos de peças, então pode levar mais tempo do que o normal para vermos os novos modelos da Nike em times europeus e sul-americanos.