Ótimo clássico, sempre com muitos gols

Nos últimos dez jogos entre Barcelona e Real Madrid, considerando todas competições, tivemos 31 gols marcados, o que dá média de 3,1 por partida. Neste final de semana, mais uma vez o show foi de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

O primeiro já tem 17 gols no Superclássico e está a apenas um de empatar com Alfredo di Stéfano, na artilharia do confronto. O segundo se tornou o primeiro jogador da história a marcar em seis duelos consecutivos entre os maiores rivais da Espanha.

Não me lembro de um Barcelona x Real Madrid recente que tenha sido ruim. Por isso, fui atrás do último 0 a 0 protagonizado pelos dois melhores times do mundo. Foi na 11a rodada do Campeonato Espanhol da temporada 2002/03, em 22 de novembro, há 29 jogos.

No Camp Nou, o Barça atuou com Roberto Bonano, Michael Reiziger, Frank de Boer e Carles Puyol; Gabri, Thiago Motta, Xavi, Phillip Cocu, Gaizka Mendieta e Juan Román Riquelme; Patrick Kluivert. No segundo tempo, Louis van Gaal mandou a campo Javier Saviola e Marc Overmars.

Já os merengues, comandados por Vicente del Bosque, atuaram com Iker Casillas, Míchel Salgado, Iván Helguera, Francisco Pavón e Roberto Carlos; Esteban Cambiasso, Claude Makélelé, Guti, Santiago Solari e Luis Figo; Raúl. Depois, Raúl Bravo, Óscar Miñambres e Steve McManaman.

Pouco tempo depois, em janeiro de 2003, Van Gaal caiu pela segunda vez no Barça. Del Bosque conduziu o Real ao título, em uma temporada histórica, que teve a Real Sociedad de Xabi Alonso, Darko KOvacevic e Nihat como vice-campeã. Outros tempos… O Barcelona foi apenas o sexto, classificando-se para a Copa da Uefa.

Houve outro 0 a 0 mais recente, mas não foi bem um 0 a 0. Isso porque era a final da Copa do Rei de 2011, e após noventa minutos sem gols, Real e Barça foram para a prorrogação, quando Cristiano Ronaldo marcou o gol do título merengue. Logo, tivemos um golzinho pelo menos.

Como comparação, levantei também a última vez que outros clássicos mundiais terminaram no oxo. O Superclássico só perde para o grande duelo holandês, que tem uma marca espetacular. Nem sempre um 0 a 0 é um jogo ruim, mas é um bom parâmetro para análise.

Ajax x Feyenoord – 29/out/1978 (73 jogos)

Porto x Benfica – 15/set/2001 (28 jogos)

Internazionale x Milan – 24/out/2004 (19 jogos)

Manchester United x Liverpool – 18/set/2005 (17 jogos)

Estrela Vermelha x Partizan Belgrado – 23/set/2006 (15 jogos)

Boca Juniors x River Plate – 16/out/2005 (11 jogos)

Grêmio x Internacional – 01/ago/2010 (11 jogos)

Panathinaikos x Olympiacos – 01/mar/2009 (6 jogos)

Flamengo x Fluminense – 13/mar/2011 (6 jogos)

Celtic x Rangers – 24/abr/2011 (4 jogos)

Shakhtar Donetsk x Dynamo Kiev – 24/set/2011 (4 jogos)

Peñarol x Nacional – 14/nov/2010 (3 jogos)

Corinthians x Palmeiras – 04/dez/2011 (3 jogos)

Borussia Dortmund x Schalke – 23/jul/2011 (2 jogos)

Galatasaray x Fenerbahçe – 12/mai/2012 (1 jogo)

Fonte: www.zerozero.pt