Brendan Rodgers havia se distanciado dos rumores relacionando-o ao Arsenal, mas deu o sinal definitivo de que não abandonará o projeto do Leicester, pelo menos por enquanto. Nesta sexta-feira, as Raposas anunciaram a renovação do contrato do treinador norte-irlandês por até 2025, estendendo o vínculo inicialmente firmado em fevereiro em mais três anos.

Não quer dizer que Rodgers necessariamente ficará no Leicester até essa data, mas encerra as especulações de que poderia trocar de clube nesta temporada e dificulta a vida de futuros pretendentes. É também um sinal mútuo de confiança entre o treinador e a diretoria em um projeto promissor e ambicioso de quebrar a hierarquia financeira do Campeonato Inglês.

“Somos um clube rico com donos fantásticos e ainda assim não temos as finanças dos seis maiores clubes, então a questão é se conseguimos fazer de outro jeito, de um jeito diferente”, afirmou Rodgers, segundo a BBC, comemorando a renovação que ele creditou muito aos donos do Leicester. “Ter esses donos nos dá muita confiança de que podemos progredir juntos. Espero que possamos continuar quebrando recordes, ganhando alguns troféus e idealmente ficar em uma posição saudável na tabela”.

Rodgers chegou ao King Power em fevereiro e representou uma revolução ao Leicester, que vinha com resultados razoáveis, mas um futebol bem chato sob o comando de Claude Puel. Quase imediatamente, o time melhorou de desempenho na reta final da da última Premier League e continuou evoluindo nesta. Com direito à incrível goleada por 9 a 0 sobre o Southampton, está em segundo lugar na tabela, à frente do Manchester City.

A permanência de Rodgers é particularmente importante porque o Leicester tem claramente um projeto de médio-longo prazo, com um time cheio de jovens talentos como Harvery Barnes (21), Tielemans (22), Chilwell (22), Ndidi (22), Maddison (23) e outros. Com o desenvolvimento desses jogadores, contratações inteligentes no mercado de transferências e agora a continuidade do trabalho de Rodgers, o Leicester tem muito pelo que aguardar no futuro.