O River Plate x Boca Juniors não foi o único clássico cancelado no futebol argentino durante este final de semana. A vergonha no Monumental de Núñez também afetou outro tradicional dérbi da capital. San Lorenzo e Huracán se enfrentariam neste domingo, no Nuevo Gasómetro, pelo Campeonato Argentino. Havia enormes expectativas para o confronto, com direito a um “banderazo” organizado por quatro mil torcedores alvirrubros em Parque Patrícios, entupindo uma das principais avenidas da região. Todavia, o adiamento da final da Libertadores, inicialmente prevista para o dia seguinte, suspendeu o encontro em Bajo Flores. Assim, Ciclón e Globo também precisam encaixar uma nova data ao duelo.

Outros quatro jogos da Superliga aconteceram no domingo, mas apenas o San Lorenzo x Huracán terminou afetado pelo River x Boca. Havia temores quanto à logística envolvendo a polícia e as torcidas, para que enfrentamentos não ocorressem nas ruas da capital. Contudo, com a nova mudança na final da Libertadores, o clássico do Nuevo Gasómetro ficou a ver navios. Ainda não há data definida para o dérbi aconteça.

O imbróglio se tornou maior nas últimas horas. Inicialmente, o regulamento do Campeonato Argentino apontava que o duelo em Bajo Flores pudesse ser realizado nesta terça-feira. Contudo, por conta do encontro do G-20 que acontecerá em Buenos Aires, a prefeitura da capital vetou o jogo, também pelo planejamento especial de segurança que será posto em prática ao longo da semana. O estatuto da liga fala de reprogramações em até 48 horas, mas previstas apenas a postergações por mau tempo.

O San Lorenzo, em particular, também se opõe a organização do duelo em dias de semana. Alega que isso afetaria a sua torcida, especialmente aqueles que viajarão à capital apenas para a partida, após praticamente esgotar os ingressos. Além do mais, teme que a realização do evento à noite complique a segurança nos arredores do Nuevo Gasómetro. Já o Huracán prefere que o dérbi aconteça o quanto antes. Ocupando a zona de classificação à Libertadores 2020, enquanto os rivais aparecem na parte inferior da tabela, não quer desperdiçar a vantagem pelo bom momento. Dirigentes do Globo sugeriram até mesmo que o jogo aconteça com portões fechados ou em outra cidade. Nos bastidores, há uma disputa clara entre os cartolas, que trocam acusações. A solução a este novo tumulto, provavelmente, virá apenas com a remarcação do clássico para 2019.