Os reservas do Inter deram conta do recado, com uma boa vitória sobre o Atlético na ida em Goiânia

Líder do Campeonato Brasileiro, o Internacional prioriza a competição. Por isso mesmo, era natural que Eduardo Coudet escalasse um time recheado de reservas para a estreia nas oitavas de final da Copa do Brasil. E o saldo termina bastante positivo aos colorados, com uma boa vitória para largar em vantagem. Apesar do gol cedido no final, os gaúchos foram até o Estádio Olímpico de Goiânia e derrotaram o Atlético Goianiense por 2 a 1. O atacante Leandro Fernández foi o destaque da noite, com gol e assistência, abrindo sua contagem pelo clube.

Ainda que o Inter poupasse forças, o Atlético Goianiense também não vinha com seu melhor time, diante dos sete desfalques. E os colorados construíram o resultado logo cedo, com os reservas demonstrando a mesma força coletiva vista entre os titulares. Pressionando durante os primeiros minutos, o time de Eduardo Coudet criou algumas boas chances até abrir o placar aos 13. Marcos Guilherme cruzou e Leandro Fernández cumprimentou de cabeça às redes, facilitando o serviço dos visitantes.

O Atlético ameaçou o empate pouco depois. E o lance de Janderson é daqueles que mereciam justa causa. O ponta saiu na cara do gol e passou por Lomba. Poderia pegar a bola e bater às redes vazias, mas preferiu mergulhar e tentar cavar um pênalti quando o goleiro caiu em seus pés. As imagens, porém, deixavam claro como o rubro-negros não foi tocado. Apesar da marcação inicial de penalidade, a infração foi anulada e Janderson recebeu o cartão amarelo. Desperdiçou uma excelente chance. Na sequência do primeiro tempo, o Dragão saiu mais ao ataque e incomodou. Jean exigiu boa defesa de Lomba em cobrança de falta, enquanto Baralhas também arrematou com perigo para fora.

Na volta ao segundo tempo, o Atlético continuou ameaçando. Hyuri teve duas chances pelo alto, mas cabeceou para fora. O Internacional, entretanto, encaminhou a vitória aos 16 minutos. Num ataque rápido, Moisés tabelou com Leandro Fernández e invadiu a área. De frente para o gol, o lateral finalizou com muita precisão e a bola bateu na trave antes de entrar. Dava tranquilidade aos colorados administrarem a vantagem, mesmo acionando alguns titulares no banco de reservas – como Patrick, Edenílson e Abel Hernández entrando, além de D’Alessandro.

Lomba era importante ao resultado e faria mais uma defesa diante de Janderson. De qualquer maneira, o Inter tinha espaço para o terceiro. Pottker mandou ao lado da trave, enquanto Edenílson pararia em Jean. Parecia um placar garantido aos colorados, quando Abel Hernández cometeu pênalti aos 45. Só então os gaúchos teriam sua vantagem reduzida, em cobrança de Jean deslocando Lomba. A situação não é tão confortável quanto se desenhava, mas o favoritismo no Beira-Rio é enorme. Contra um adversário que anda complicando os grandes nesta temporada, o Inter se garantiu fora de casa.

O reencontro de Inter e Atlético acontece na próxima terça. No final de semana, os colorados fazem um importante jogo no Brasileirão, com a visita ao Corinthians. Já o Dragão encara o Coritiba no Couto Pereira.