Paul Gascoigne é um jogador de boas lembranças para quem se lembra do futebol nos anos 1990. Não apenas por ser um meio-campista técnico, mas também por toda a sua raça e as suas polêmicas dentro de campo. O tipo de craque que não costumava passar despercebido, e que liderou a Inglaterra em sua última grande campanha em Copas do Mundo, as semifinais do Mundial de 1990 – quando não pôde jogar a decisão do terceiro lugar, contra a Itália, por conta de uma suspensão.

Na véspera do jogo mais importante da carreira de Gazza, o Guardian decidiu relembrar os seus principais momentos. Desde o carrinho que o fez chorar contra a Alemanha Ocidental, e que potencialmente o tiraria da final da Copa, até o golaço contra a Escócia na Eurocopa de 1996, já veterano. Um monstro (em diferentes acepções da palavra) que merece ser relembrado: