Não adianta, gamer. Você pode não gostar de jogos de esportes, mas com os números não se brinca. Quando seu filho começa a se importar com games, o que ele quer mesmo é um jogo de futebol. Quando ele cresce e chega à adolescência, te pede um jogo de futebol. Ao chegar a idade adulta, além de comprar um jogo de futebol, ele defende seu ponto de vista pelo game que mais o agrada. Não tem para o Mario, o Sonic e muito menos para o Kratos. Pode vir com GameShark, XP, edição de pré-venda, edição ultra, gold ou sei lá o que. Quem manda é o futebol.

Veja a matéria completa aqui.