A Copa das Confederações teve o seu pontapé inicial neste fim de semana, com o Brasil estreando no sábado contra o Japão. Uma boa vitória, mas que ficou ofuscada pelo espetáculo (só que ao contrário) da repressão policial fora dos estádios, para conter protestos contra os gastos públicos com a Copa. Em campo, a Espanha também estreou e mostrou um futebol fantástico, o Uruguai foi o Uruguai dos últimos jogos e na África, alguns times já ficaram pelo caminho e não virão para a Copa do Mundo no Brasil depois de maus resultados nas Eliminatórias. Aqui, um resumo do que rolou no fim de semana do futebol internacional:

O jogão

Espanha 2×1 Uruguai

Os espanhóis deram mais uma mostra de por que são os melhores do mundo atualmente. Fizeram uma grande partida, como há tempos não faziam. Os números mostram um time que não só dominou a posse de bola, mas foi agressivo, chutando a gol, algo que faltava à Roja. A vitória por 2 a 1 ficou barato para o Uruguai, que ficou na roda. Aliás, algo parecido com o que tinha acontecido já em 1974, contra a Holanda.

A surpresa

Eurocopa sub-21
Itália 1×1 Holanda

Os holandeses chegaram à semifinal do torneio jogando um grande futebol e mostrando quye estavam fortes. Os italianos venceram a desconfiança sobre a equipe, venceu por 1 a 0, gol de Borini, que joga no Liverpool, e avançou à final da competição. Decidirá o título com a Espanha, nesta terça-feira, em Jerusalém.

O craque

Andrea Pirlo
México 1×2 Itália

No seu 100º jogo pela seleção, Pirlo mostrou classe, foi extremamente eficiente nos passes, marcou um gol e ajudou a Itália a estrear com vitória na Copa das Confederações. O meio-campista teve impressionante 93% de aproveitamento dos passes, além de nove lançamentos certos em 10 tentados. A vitória por 2 a 1 veio com um gol de Balotelli, já no segundo tempo. Pirlo mostrou que é um jogador do mais alto nível, inclusive internacional, não só para clubes.

O brasileiro

Neymar
Brasil 3×0 Japão

Tudo bem, não foi uma atuação de gala de Neymar, mas já foi melhor do que nos últimos jogos. Apareceu com um golaço no início, deixou Fred na cara do gol e foi mais perigoso com a movimentação constante com Oscar, Hulk e Fred. Está muito longe do Neymar que se espera, mas para quem vinha em jejum de gols, inclusive, foi um início decente.

O golaço

Messi
Guatemala 0x4 Argentina

O melhor do mundo deu mais uma mostra do que é capaz. Em um belo chute de fora da área, conseguiu marcar um golaço e, mais do que isso, igualou o número de gols de Maradona com a camisa da seleção argentina. Vale lembrar o camisa 10 tem apenas 25 anos. Confira:

A virada

Etiópia 2×1 África do Sul

Os sul-africanos começaram bem o jogo, abriram o placar com Bernard Parker, mas viram a Etiópia virar o jogo e, mais do que isso, acabaram com suas chances de chegar à próxima Copa do Mundo. A derrota deixou os Bafana Bafana com oito pontos contra 13 dos etíopes, faltando apenas um jogo para o fim desta terceira fase. A África do Sul não virá ao Brasil em 2014.

O vexame

Independiente 0x1 San Lorenzo

O vexame não é tanto pela derrota, mas pelo que ela representou. O Independiente foi rebaixado na Argentina, pela primeira vez na sua história. E a história é mais feia do que um time ruim que caiu em campo. Tem relação com uma briga entre os torcedores barras bravas do clube com a diretoria. Tem a ver com o desempenho pífio – e suspeito – em campo de um time que há pouco menos de três anos era campeão da Sul-Americana. Explicamos aqui por que alguns torcedores do Rojo mereceram o rebaixamento.

A goleada

Lanús 5×1 River Plate

Uma sapecada. Precisando vencer, o Lanús passou o carro por cima do River Plate, sem dó nem piedade. E olha que o River Plate é o terceiro colocado do Torneo Final. Bom, é o segundo colocado agora, porque os adversários deste domingo eram terceiros e se igualaram em pontos aos Millonarios, passando no saldo de gols. A vantagem é que o Lanús tem um jogo a menos – os 45 minutos finais contra o Estudiantes, em La Plata, interrompidos depois que um torcedor da equipe foi assassinado. Se vencer, o campeonato será decidido na última rodada. Se não, o Newell’s Old Boys, que tem seis pontos a mais e apenas um jogo a fazer, já se consagra campeão.

A lambança

Samassa
Mali 2×2 Benin

O goleiro de Mali teve um frangaço contra Benin. Em um chute de Stephane Sessegnon, o goleirão se enrolou todo e viu a bola entrar lentamente, dolorosamente… O jogo acabou 2 a 2 e Mali acabou eliminado das eliminatórias.