O Olympiacos conseguiu usar o seu mando de campo para arrancar um empate diante do vice-campeão europeu, Tottenham. Jogando em Atenas, os gregos saíram perdendo por 2 a 0, mas se esforçaram muito para arrancar o empate por 2 a 2 e, assim, conseguiram um ponto diante do time que é dos mais fortes do grupo. E o jogo foi de igual para igual, apesar das diferenças técnicas e de orçamento dos dois times. Em casa, o Olympiacos não se omitiu do jogo e jogou com bola nos pés o tempo todo, causando problemas para os Spurs.

Como era de se esperar, o Olympiacos aproveitou o clima do estádio Georgios Karaiskakis para partir para cima nos primeiros minutos. Só que aos 26 minutos, quem marcou foi o Tottenham. Meriah fez a falta em Kane dentro da área e o árbitro apontou a marca da cal. Kane bateu e marcou 1 a 0.

O segundo gol saiu de um erro na saída de bola do Olympiacos. Bem Davies interceptou passe, avançou e tocou para Lucas Moura. O brasileiro ajeitou e chutou de fora da área, marcando um belo gol e ampliando o placar para 2 a 0.

Antes do fim do primeiro tempo, o Olympiacos conseguiu diminuir, em uma bela jogada. Daniel Podence tabelou com Mathieu Valbuena, recebeu dentro da área em velocidade e chutou cruzado para marcar o primeiro do time da casa. O placar no intervalo era 2 a 1 para os Spurs.

No início do segundo tempo, o Tottenham chegou ao terceiro gol com Dele Alli, só que foi bem anulado por impedimento. Curiosamente, tudo mudou logo em seguida. Aos seis minutos do segundo tempo, o Olympiacos teve uma chance. Valbuena recebeu de costas, dentro da área, e Vertonghen pisou no pé do francês. O árbitro marcou o pênalti. O próprio francês cobrou e marcou, empatando o jogo em Atenas e colocando fogo no jogo.

O Olympiacos, dentro das suas possibilidades, continuou tentando. Sentiu um pouco o cansaço, porque diminuiu o ritmo da pressão, mas seguiu dando ataques perigosos. O Tottenham melhorou com a entrada do sul-coreano Son Heung-min, que deu velocidade pelo lado esquerdo. Só que o placar acabou não sendo mais mexido, mesmo com uma pressão nos últimos minutos do Olympiacos, tentando arrancar uma vitória.

Na próxima rodada, no dia 1º de outubro, o Olympiacos enfrentará um time que tem uma arma simular à sua: o Estrela Vermelha, que jogará no estádio Marakana e onde costuma causar terror aos rivais com um ambiente inflamado pela torcida. O Tottenham, por sua vez, fará um duelo dos dois favoritos: recebe em Londres o forte Bayern de Munique.