O Leicester encanta na Premier League. E desta vez nem é necessário recorrer ao conto de fadas para ampliar a magia ao redor das Raposas. O que realmente provoca suspiros é o excelente futebol exibido pelo time de Brendan Rodgers. Dona da melhor defesa, a equipe deslumbra pela voracidade de seu ataque – justamente o que se viu neste domingo, durante a visita ao Aston Villa. Os anfitriões complicaram durante um momento ou outro, mas seria mais uma apresentação de encher os olhos do Leicester. Os vice-líderes golearam por 4 a 1 e alcançaram a oitava vitória seguida. Também foi a oitava partida seguida com gol de Jamie Vardy.

Desde os primeiros minutos, o Leicester dominava o duelo e acelerava no ataque. Ainda assim, o Aston Villa lamentou bastante a chance de abrir o placar que acabou desperdiçada aos dez. Anwar El-Ghazi recebeu sozinho na pequena área e mandou no travessão. A bola puniria pouco depois. Num lance em velocidade, Vardy fez o primeiro aos 20. Após lindo drible de Kelechi Iheanacho, o atacante arrancou e passou pelo goleiro Tom Heaton, mas furou o chute. Pois a fase é tão boa que ele teria tempo de se recuperar e concluir de canhota para balançar as redes.

O Leicester mantinha o seu ritmo, com transições rápidas e ótimas trocas de passes. A movimentação do time é o que mais impressiona, sobretudo pela participação dos meio-campistas e laterais. Faltava só acertar o último passe. O segundo gol aconteceu aos 41, num cruzamento de James Maddison que Iheanacho completou no meio da zaga. O Aston Villa, que já tinha problemas o suficiente, chegou a perder Tyrone Mings entre um tento e outro. Ao menos tentava encarar os visitantes na mesma toada e descontou nos acréscimos. Jack Grealish mandou um chute no cantinho, que não deu chances a Kasper Schmeichel.

O segundo tempo, porém, marcaria a superioridade do Leicester. O Aston Villa forçaria uma defesaça de Schmeichel com a ponta dos dedos, mas não conseguiria acompanhar o ritmo das Raposas. O terceiro gol saiu aos quatro minutos, em escanteio perfeito de Maddison, que Jonny Evans concluiu para as redes.

O próprio Maddison quase marcou o quarto, ao triscar a trave, enquanto Harvey Barnes e Youri Tielemans lamentaram boas chances perdidas. A missão de fechar a contagem ficou com Jamie Vardy. O artilheiro disparou e recebeu o passe de Dennis Praet, tocando na saída do goleiro aos 30. Os Villans até lutaram nos minutos finais para tornar o placar menos elástico, mas quem faria milagre seria Heaton, numa linda defesa para barrar Barnes nos acréscimos.

Esta é a primeira vez que o Leicester encadeia oito vitórias em sua história no Campeonato Inglês, superando a marca dos antigos ‘Reis do Gelo’ em 1962/63. Além disso, Jamie Vardy segue marcando seu nome de maneiras diferentes. Esta é a primeira vez desde 2015 que um jogador da Premier League marca gols em oito rodadas consecutivas. O último a fazer isso? O próprio Vardy, quando estabeleceu o recorde do campeonato, com 11 partidas seguidas. Desde 1992/93, só Ruud van Nistelrooy havia registrado duas séries artilheiras do tipo na Premier League. Vardy tem 16 gols nesta edição da competição, cinco a mais que o vice-artilheiro Tammy Abraham. São 11 tentos e duas assistências na atual série de oito vitórias.

O desempenho espetacular do Leicester só não é premiado devidamente com a liderança porque há uma aberração chamada Liverpool. Os Reds aparecem oito pontos à frente. Em compensação, o Leicester abre vantagem na segunda colocação. Após a derrota do Manchester City no dérbi, a vantagem sobre os celestes é de seis pontos. E a vaga na Champions parece se tornar, desde já, uma realidade. A folga das Raposas dentro do G-4 é de 14 pontos. Novos tempos de sonhos no Estádio King Power, alimentados também por um futebol empolgante. O Aston Villa, do outro lado da tabela, ocupa uma posição acima da zona de rebaixamento. Leva vantagem sobre o Southampton graças ao saldo de gols.

Classificações Sofascore Resultados