Se a AFA enfrenta uma das mais profundas crises financeiras e quase deixou a seleção argentina de fora das Olimpíadas do Rio, imagine como é a situação de federações de países economicamente mais vulneráveis. A Nigéria é um dos 16 times que brigarão pelo topo do pódio no futebol masculino e também uma forte candidata ao ouro. Porém, o que está por trás da equipe é para lá de caótico. Faltando uma semana para a abertura dos Jogos Olímpicos, a falta de dinheiro por parte da federação nigeriana preocupa a delegação. Diante de uma situação quase insustentável, John Obi Mikel exerceu sua liderança tirando dinheiro do próprio bolso para ajudar a comissão de seu país.

LEIA TAMBÉM: Estas são todas as convocações das seleções masculinas para a Olimpíada do Rio

O camisa 12 do Chelsea e veterano da seleção da Nigéria é um dos 18 nomes convocados pelo técnico Samson Siasia para vir às Olimpíadas. Foi nomeado capitão do time olímpico e, antes mesmo dos jogos começarem, já mostrou que o posto não se limita a carregar a braçadeira. Segundo relatou um de seus companheiros de equipe ao site African Football, Obi Mikel doou U$ 30 mil à delegação. Para se ter uma noção de como o cenário é complicado, o treinador não recebe há cinco meses e a viagem à Atlanta, onde os jogadores estão treinando para a competição de agosto, aconteceu graças a um financiamento individual em um acordo de 10 dias de patrocínio.

É válido lembrar que em termos de Olimpíadas, a Nigéria já passou por cima do Brasil uma vez. Em 1996, a seleção brasileira enfrentou a nigeriana na semifinal dos Jogos Olímpicos de Atlanta, nos Estados Unidos. Na ocasião, os africanos levaram a melhor, chegaram à final e conseguiram o primeiro e único ouro da modalidade. Quem viveu a época certamente lembra de Nwankwo Kanu, o jovem de 20 anos que acabou com o sonho olímpico brasileiro. Em Pequim, há oito anos, os nigerianos também se saíram bem. Ao contrário do Brasil, que tomou três, perderam para a Argentina na final por 1 a 0 e ficaram com a prata. A Nigéria está no grupo B e enfrenta a Suécia, Colômbia e o Japão.

TRIVELA FC: Conheça nosso clube de vantagens, ganhe benefícios e marque um gol pelo jornalismo independente!