Diante da boa atuação na vitória contra o Borussia Dortmund, pela Liga dos Campeões, a torcida do Tottenham esperava ver tudo o que viu na quarta passada: chances e mais chances, a tradicional eficiência de Harry Kane na finalização, o meio-campo ajudando nas conclusões… bem, chances até foram criadas em Wembley. Porém, os Spurs não se ajudaram. E tiveram tropeço pouco auspicioso: ficaram no 0 a 0 contra o Swansea pela quinta rodada do Campeonato Inglês, seguindo sem vencer em casa pela Premier League.

No primeiro tempo, a bem da verdade, sequer houve muita emoção. Mas, quando houve chances do Tottenham, foram impedidas pelo destaque do jogo: Lukasz Fabianski. O goleiro polonês começou espalmando cobrança de falta de Kane, aos nove minutos. Aos 11, Fabianski já apareceu de novo, defendendo finalização de Son Heung-min, após tabela do sul-coreano com Moussa Sissoko. E aos 38, o erro foi de Kieran Trippier, mesmo, batendo para fora.

O segundo tempo viu mais pressão – e maior aparição da defesa do Swansea. Aos 13 minutos, Kane perdeu outra boa chance, concluindo por cima do gol. Fabianski apareceu de novo aos 18, defendendo outra finalização do atacante dos Spurs. Além do arqueiro, também se destacava o zagueiro Federico Fernández. E não adiantou: a despeito da pressão nos últimos dez minutos de jogo, com Kane, Trippier e Serge Aurier, mais a entrada de Fernando Llorente, o Tottenham amargou outro tropeço jogando como mandante. E o Swansea comemorou: outra vez, saiu de um jogo fora de casa sem a meta vazada. Algo valioso para um time que tem a salvação da queda como seu objetivo primordial.