A esta altura da Premier League, pensar em Champions não passa de um devaneio ao Tottenham. A equipe de José Mourinho não transmite confiança e vinha de tropeços recentes, apesar da recuperação no clássico contra o Arsenal. Buscar a Liga Europa, todavia, ainda é um objetivo factível. E os Spurs cumpriram sua missão nesta quarta-feira – com uma dose considerável de riscos, é verdade. Em visita ao St. James’ Park, o time até cedeu o empate diante da insistência do Newcastle, mas contou com os gols de Harry Kane para celebrar a vitória por 3 a 1 no final. O artilheiro superou os 200 tentos pelo clube.

Não seria um começo de partida fácil ao Tottenham. O Newcastle atacava com velocidade e chegava com mais frequência na área, ainda que não desse muito trabalho a Hugo Lloris. O maior susto veio em chute de Miguel Almirón que Davinson Sánchez cortou no caminho. Os Spurs mal tinham criado oportunidades, mas abriram o placar na primeira boa jogada, aos 27. Lucas Moura roubou uma bola nos arredores da área e a troca de passes permitiu que Son Heung-min chutasse pela esquerda. Mandou a bola no cantinho, fora do alcance do goleiro Martin Dubravka. O sul-coreano quase ampliou na sequência, em tiro de longe que exigiu uma belíssima ponte de Dubravka.

A derrota parcial, porém, não era um resultado justo por aquilo que o Newcastle apresentava. Os Magpies aumentaram a pressão antes do intervalo e assustaram Lloris algumas vezes. No principal lance, Dwight Gayle desviou de cabeça e acertou a trave. O merecido empate só saiu aos 11 minutos do segundo tempo. A bola foi mal afastada por Serge Aurier – que demonstrava uma enorme atitude apenas por estar em campo, dois dias após o assassinato de seu irmão em Toulouse. Mas a falha do lateral não seria perdoada por Matt Ritchie, numa excepcional definição. O camisa 11 dominou a bola pela esquerda e acertou um míssil cruzado, sem qualquer chance de defesa a Lloris. O problema é que a alegria dos anfitriões duraria pouco.

Quatro minutos depois, o Tottenham retomou a vantagem no placar. Kane começou a aparecer. Steven Bergwijn cruzou para o meio da área e o centroavante cabeceou com uma facilidade imensa, apenas escolhendo o canto. O tento seria um breve respiro aos Spurs, já que o Newcastle voltou a martelar no ataque e estava disposto a arrancar o empate. Foram mais algumas chegadas perigosas dos anfitriões, mas a zaga londrina conseguiu travar. E o placar estaria completo aos 45, num raro contragolpe do Tottenham. Erik Lamela foi lançado por Kane e se livrou de dois marcadores dentro da área com uma bela finta, mas chutou em cima de Dubravka. No rebote, Kane emendou de cabeça.

O Tottenham aparece na sétima colocação da Premier League. Tem 54 pontos e sua missão será secar bastante nesta quinta-feira, para que Leicester e Manchester United não se desgarrem. Só com um milagre poderá ainda sonhar com a Champions, a duas rodadas do final. Parece mais fácil se contentar com uma vaga na Liga Europa – até o sétimo colocado tem chances de se classificar, a depender do resultado da FA Cup. Nas duas próximas partidas, os Spurs pegam Leicester e Crystal Palace. Já o Newcastle, no 13° lugar, ao menos sabe que permanecerá na primeira divisão por mais uma temporada.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore