Otto Fischer é o maior símbolo de lealdade que o Spartak Moscou possui. O senhor de 102 anos torce pelo clube desde a década de 1920, e nem mesmo a Segunda Guerra Mundial ou a perseguição política do regime da União Soviética foram capazes de cessar a sua paixão. Vivendo longe da capital desde 1941, quando se tornou prisioneiro dos soviéticos, o idoso não via um jogo de seu clube no estádio desde então. Mas, há duas semanas, atravessou parte da Rússia de trem para assistir aos alvirrubros e viver uma tarde especial na Otkrytie Arena. Para, além disso, também receber uma retribuição enorme dos jogadores.

LEIA MAIS: Torcedor de 102 anos viajou 2 mil km para ver o Spartak e recebeu grande homenagem

Após ganhar fama nacional, Fischer foi vítima de um roubo dentro de sua própria casa, na cidade de Chelyabinsk, a cerca de dois mil quilômetros de Moscou. Um vigarista se passou por assistente social e roubou o dinheiro que o senhor havia guardado para enviar a sua neta, que vive em Kiev. Enquanto Fischer saiu para buscar um copo de água à visita, o homem fugiu com 730 mil rublos (cerca de R$ 40 mil).

A notícia sobre o golpe chegou aos ouvidos dos jogadores do Spartak, que resolveram se mobilizar para ajudar Otto Fischer. Em uma singela “vaquinha”, conseguiram juntar 500 mil rublos (cerca de R$ 28 mil) para dar ao idoso. Além disso, o torcedor receberá uma parcela da bilheteria do próximo jogo em casa dos alvirrubros pelo Campeonato Russo, contra o Kuban Krasnodar. Já o principal grupo de torcedores do clube (que já havia pago a viagem e a estadia na visita à Otkrytie Arena) também se mobilizou para doações diretamente na conta bancária do senhor. O suficiente para cobrir o roubo e dar mais alguma ajuda extra a quem se dedicou tanto às cores da equipe.

A entrega do dinheiro a Fischer aconteceu em um programa de televisão, feita por Vyacheslav Krotov, atacante de 22 anos do Spartak. “Estou muito feliz por essa ajuda. Eu agradeço a todos que me ajudaram nesta situação. Se eu conseguir ver outro jogo no estádio, certamente terei muito prazer em estar com eles”, afirmou o torcedor. Afinal, as cifras possuem um valor muito maior do que realmente representam.