O Shakhtar ganhou o clássico da forma mais saborosa: De virada, com golaço aos 49 do 2° tempo

Depois de alguns anos difíceis, em que sentiu o impacto da guerra civil no leste da Ucrânia, o Shakhtar Donetsk restabeleceu sua hegemonia no campeonato nacional. Ainda não voltou para casa, mas recuperou a estabilidade em seu trabalho e reconstruiu a equipe para dominar novamente a liga. Atuais bicampeões, os Kroty já deslancham para buscar o tri. E o resultado deste sábado aumentou a crença sobre a hegemonia: em Kharkiv, o Shakhtar derrotou o rival Dynamo Kiev por 2 a 1, de virada. Já são oito pontos de vantagem na liderança. E a maneira como o triunfo veio deixou tudo ainda mais saboroso.

Em partida de muitas chances perdidas, o Dynamo saiu em vantagem aos 44 minutos. Sidcley cruzou e Mykola Sheparenko apareceu na área para concluir. O empate do Shakhtar aconteceu no início do segundo tempo, em jogada de Taison, que rolou para Júnior Moraes escorar. Já o grande lance veio aos 49 do segundo tempo, para definir o placar. Em tentativa dos anfitriões, Júnior Moraes ajeitou e Viktor Kovalenko acertou um belíssimo chute de bate-pronto, mandando a bola na gaveta do goleiro. Pintura, justo no momento derradeiro.

Vale dizer que, apesar dos três minutos adicionais inicialmente assinalados pela arbitragem, houve uma expulsão no time de Kiev já durante os acréscimos, o que ampliou o tempo e permitiu a reação dos Kroty. Além de Júnior Moraes, o Shakhtar teve como titulares Ismaily, Dentinho, Alan Patrick e Maycon – Taison saiu do banco. Já no Dynamo, Tchê Tchê se juntou a Sidcley durante o segundo tempo.