O Red Bull Salzburg pode ser um fracasso retumbante nas preliminares da Liga dos Campeões, mas se transforma em leão na fase de grupos da Liga Europa. Se os austríacos possuem incríveis 11 eliminações nas etapas prévias da Champions, ratificaram desta vez a sexta classificação aos mata-matas em oito aparições no torneio secundário. Os Touros Vermelhos já estavam classificados e garantidos na liderança do Grupo B, embora tivessem uma razão a mais para esforçar. O “co-irmão” RB Leipzig dependia de uma derrota do Celtic para tentar buscar também um lugar nos 16-avos de final. Em Parkhead, o Salzburg até fez sua parte: derrotou os Bhoys por 2 a 1. O problema foi dos alemães, que acabaram eliminados ao cederem o empate no fim ao Rosenborg, 1 a 1 dentro da Red Bull Arena.

Se o cruzamento entre os dois times ligados à Red Bull poderiam causar suspeitas sobre manipulação de resultados, o Salzburg tratou de afirmar a sua superioridade. Matriz da empresa de energéticos, mas filial pelos investimentos recentes no futebol, os austríacos bateram o Leipzig nos dois confrontos. De qualquer maneira, poderiam dar uma ajudinha nesta quinta-feira. E a equipe treinada por Marco Rose cumpriu seu papel na Escócia. Moanes Dabour e Fredrik Gulbrandsen (numa falha clamorosa do goleiro Craig Gordon) abriram dois gols de vantagem em Glasgow, enquanto o Celtic só descontou nos acréscimos do segundo tempo, com Olivier Ntcham.

O porém aconteceu em Leipzig. Com a derrota do Celtic, o RasenBallsport necessitava apenas de uma vitória simples sobre o Rosenborg. Dono de ótimas atuações nesta fase de grupos, Matheus Cunha deixou os alemães de vantagem no início do segundo tempo. Contudo, a cinco minutos do fim, uma bola na área permitiu que Tore Reginiussen arrancasse o empate aos noruegueses. Mesmo que a equipe já estivesse eliminada, sem um ponto sequer até então, deu sua ajuda aos Bhoys. Dois pontos à frente, os escoceses respiraram aliviados, rumo aos mata-matas.

Curiosamente, Celtic e Rosenborg passaram a sustentar uma amizade nas últimas temporadas. Os escoceses eliminaram os noruegueses nas preliminares das últimas duas edições da Champions. São seis jogos oficiais entre as equipes desde 2017. E apesar da freguesia, os alvinegros levam tudo na brincadeira. Durante o jogo recente na Escandinávia, a torcida da casa levou uma faixa: “Vejo vocês na próxima temporada”. Fraternidade coroada com o empurrãozinho desta quinta. Os Bhoys, além do mais, também puderam celebrar a contribuição do Rapid Viena. Mais cedo, os austríacos despacharam o Rangers da Liga Europa.

O Red Bull Salzburg, por sua vez, merece elogios pela campanha perfeita. O time terminou com 18 pontos e só não teve o melhor desempenho da fase de grupos da Liga Europa porque sofreu um gol a mais que o Eintracht Frankfurt – outro com 100% de aproveitamento. É a terceira vez que os austríacos somam 18 pontos na fase de grupos do torneio e a quinta em que avançam invictos na primeira colocação da chave. A semifinal alcançada em 2017/18 pelo time de Marco Rose já foi um feito e tanto, no qual a eliminação diante do Olympique de Marseille aconteceu sob controvérsias da arbitragem. A fome segue a mesma para triunfar.