Em excelente fase no futebol argentino, o Rosario Central desponta como uma das forças a se observar nesta Libertadores. No entanto, os rosarinos decepcionaram nas duas primeiras rodadas, com o empate em casa diante do Nacional do Uruguai e a derrota para o Palmeiras no Allianz Parque, apesar da boa apresentação no segundo tempo. Assim, os canallas entraram em campo no Gigante de Arroyito pressionados para vencer o River Plate uruguaio nesta quarta. Conseguiram de maneira indiscutível, goleando por 4 a 1 e chegando a quatro pontos no Grupo 2.

Em um time misto escalado por Eduardo Coudet, Marco Rubén chamou a responsabilidade. O protagonista do Rosario Central liderou a goleada, balançando as redes três vezes – e, no quarto, arriscando da intermediária, ao perceber o péssimo posicionamento do goleiro Pérez. No entanto, o maior golaço da noite saiu mesmo dos pés de Germán Herrera. Titular na noite, o veterano aproveitou uma jogadaça do promissor Giovani Lo Celso e concluiu de maneira ainda mais brilhante, com finta seca e bola no ângulo. Pintura.