A recuperação do Bayern de Munique no segundo turno da Bundesliga é inegável. O time de Niko Kovac, enfim, pegou seu embalo e passou acumular vitórias na competição. Como se isso não bastasse, também começou a contar com os deslizes do Borussia Dortmund. Na rodada passada, o triunfo sobre o Borussia Mönchengladbach serviu para igualar a pontuação, já que os aurinegros permaneciam à frente no saldo de gols. E a sede pela liderança deu o prêmio aos bávaros neste sábado. Impiedosos, golearam o Wolfsburg por 6 a 0 na Allianz Arena. Por mais que o BVB também tenha vencido a sua partida, a margem de gols permitiu que os hexacampeões sentassem outra vez no trono, graças ao saldo. São 12 triunfos nas últimas 13 rodadas, suficientes para tirar um déficit de nove pontos.

O massacre em Munique começou a se desenhar desde o primeiro tempo. Apesar da semana decisiva na Champions, Kovac não poupou forças. O Bayern precisou de 34 minutos para abrir o placar. Um dos principais responsáveis por esta ascensão, Serge Gnabry balançou as redes. Aproveitou o passe de Thomas Müller para se antecipar à zaga e praticamente dividir com o goleiro Koen Casteels pelo tento. Três minutos depois, a vitória parecia consumada com o gol mais bonito da tarde. A partir de uma roubada de bola, o time da casa armou o contra-ataque. James Rodríguez deu um passe primoroso para Gnabry, que serviu Robert Lewandowski. O polonês chegou ao seu gol de número 196 pela Bundesliga, superando Claudio Pizarro como maior artilheiro estrangeiro da história da competição.

Logo aos sete minutos do segundo tempo, veio o terceiro. Thiago Alcântara deu o passe para James Rodríguez bater no cantinho, da entrada da área. Por fim, a surra tomou forma nos 15 minutos finais. Franck Ribéry, que saíra do banco, teve grande participação ao oferecer as três assistências. O quarto aconteceu graças ao arremate de Thomas Müller, mordido após sua exclusão da seleção alemã. Kimmich apareceu quase em cima da linha para marcar o quinto. E a conta foi fechada por Lewandowski, ampliando o seu recorde com um desvio de cabeça. Muita qualidade do ponta francês, fazendo estrago pela esquerda com suas arrancadas e a precisão em seus passes.

Por um longo momento, o Bayern até sonhou com a liderança isolada. O Dortmund sofreu um bocado, mas acabou vencendo o Stuttgart no Signal Iduna Park. Só que a vitória por 3 a 1 foi insuficiente para evitar a troca na liderança. Os alvirrubros têm 57 pontos e +35 no saldo de gols, enquanto os aurinegros somam os mesmos 57 pontos e +33 de saldo. O clássico acontece dentro de três rodadas, na Allianz Arena. Até lá, o time de Niko Kovac pode ampliar sua boa sequência contra Mainz 05 e Freiburg, embora se concentre agora no desafio diante do Liverpool pela Liga dos Campeões.